Encontrar o amor da sua vida: o objetivo de vida de vários adolescentes (e alguns adultos – ou vice-versa), achou nesse mundo digital, diversas maneiras de ser alcançado. Seja através de algorítmos complexos ou cutucadas no Facebook, a chance de você já ter conhecido na internet uma pessoa para, ao menos, passar um final de semana chuvoso, é grande. E agora, além de recadinhos e da combinação de gostos e experiências, existe mais uma ferramenta para encontrar a sua cara-metade: O Instagram.

Não, a idéia não encontrar pessoas com gostos gastronômicos parecidos… Ou é, dependendo do quão importante isso é para você…

Glimpse! Isso, esse é o nome do aplicativo que foi criado com o intuito de resolver o problema de Elan Miller, o seu criador. Segundo ele, os perfis dos serviços de “namoro online” que ele usou, sempre pareceram muito falsos, engenhados demais (acabei de me lembrar de A Vida Secreta de Walter Mitty). Ele queria algo mais autêntico e pensou: “Uma imagem não vale mais do que mil palavras?”. E assim tudo começou.

glimpse2

Instagram, o espelho da alma

O aplicativo, que por enquanto está disponível apenas para iPhone funciona da seguinte maneira: você se cadastra usando a conta do Instagram, coloca idade, orientação sexual e localização. Depois seleciona nove das suas fotos preferidas, postadas na rede social do Mark Zuckeberg (é… Daqui a pouco, e as coisas continuarem do jeito que estão, todas poderão ser chamadas assim) e o seu perfil está pronto. A partir daí, você pode navegar por outros perfis, vendo outras fotos. Quando duas pessoas “se curtirem” através de curtidas das suas fotos, está feita a combinação.

É um conceito bacana, porque toda essa história de que as imagens falam muito, é bastante inteligente… Afinal, o Instagram, ao contrário de outros serviços/redes de imagens como o Flickr, é um local de muita espontaneidade. O Instagram é um local onde as pessoas colocam fotos do cotidiano, e/ou no “calor” dos acontecimentos. Portanto, parece ser uma maneira bem transparente de se expressar – e um bom lugar para ser “julgado”.

Mas depois de pensar um pouco mais profundamente, eu não sei se o Glimpse é um Badoo Hipster ou um Bang With Friends Light.

Qual a sua opinião? Acha que ele é melhor do que os outros serviços de “namoro online”? Usaria esse programa?

Bem, eu não sei quanto a vocês, mas eu sou tradicional e prefiro conhecer mulheres à moda antiga: pelo Orkut! =P

Deixe seu comentário