A fim de conscientizar a sociedade sobre o combate à violência doméstica no país, o Instituto Avon lança a campanha Linha 180, criada pela NewStyle.

No Brasil, seis a cada 10 mulheres já sofreram algum tipo de violência.

E, para fazer com que a Lei Maria da Penha entre em lares dominados pelo machismo e se torne conhecida pelas mulheres, a agência criou uma linha de “maquiagem” vazia (e fictícia), a Linha 180, e uma Revista Avon especial para suas revendedoras, que têm acesso fácil a estes lares.

avon linha 180 (3)

Com o conceito Não maquie a verdade, a campanha propõe o uso pelas mulheres em risco ou em situação de violência para que elas sejam encorajadas a ligar 180 ( canal de orientação ao sexo feminino da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República) sem medo.

A “nova linha de maquiagem”, que é composta por batom, blush, pó compacto e base, infelizmente revela as marcas das agressões sofridas pelas mulheres mas ao mesmo tempo mostra como acabar de uma vez por todas com isso.

Fora essa ação com as revendedoras, foi criado um pequeno documentário (que você assiste dando o play lá no vídeo que está no topo), que traz histórias de mulheres sob os pontos de vista jurídico, de como a lei protege as mulheres; da revendedora, que leva beleza e informação para suas clientes; e do poder de mulheres que já sofreram agressão, denunciaram e hoje saíram do ciclo da violência.

avon linha 180 (1) avon linha 180 (2)

Ponto para a Avon que soube enxergar o poder que tem suas mais de 1 milhão de revendedoras de levarem essa campanha para onde muitas vezes a justiça demora a chegar.

Isso mostra e reforça que as marcas devem sim ter esse lado social forte, e não pensar apenas numa relação comercial simples de comprador e vendedor.

violencia-maquiada

“A violência não pode ser maquiada.”