Quem já estudou Comunicação sabe: somos seres sociais e estamos emitindo e recebendo mensagens o tempo todo. Inclusive até quando estamos em silêncio passamos algum tipo de informação: seja pelo nosso estilo de vestir, nossos gestos, corte de cabelo, semblantes… No vídeo que você pode assistir acima a diretora Wendy Morgan convidou o dançarino americano Lil Buck a mexer o esqueleto com uma dança chamada Jookin em um curta de divulgação da 3ª etapa da Ópera de Paris(O Jookin é uma dança de rua que combina gestos, movimentos deslizantes e com paradas do corpo, footwork e expressões)

No filme “Étoiles, I See You” o dançarino consegue com movimentos e com certa dose de dramaticidade combinar com as esculturas e as pinturas do edifício Palais Garnier – outro nome dado à casa de ópera localizada na França.

balletjookinsemblantedramaticidadegarnier_parisbuck_dancarinoparis_operadrama_operaetoilesiseeyou

Com a sua perfomance, Lil Buck, parece se comunicar, imitar e ao mesmo tempo se contrapor com as obras ali presentes passando uma certa objetividade, leveza, humor e até uma certa personalidade.

Se você considera isso tudo uma “viagem da galera de humanas” tudo bem, não lhe julgo por isso, mas há de concordar que o nosso corpo fala através de cada movimento, carregando uma intenção, uma mensagem…

wendymorgan

Uma boa dica para quem deseja saber mais sobre a expressão corporal procure o livro de Pierre Weil e Roland Tompakow – O corpo fala. 😉

Quer ver mais trabalhos da Wendy Morgan, só clicar aqui. A diretora já recebeu indicações para ser premiada na categoria de Melhores Coreografias no VMA da MTV.

lil_buck

Quer mais footwork? No YouTube você poderá assistir várias batalhas de footwork e abaixo outro filme de Wendy com esse estilo frenético:

Deixe seu comentário