Depois de quase 60 anos de guerra na Colômbia, pela primeira vez, um governo deste pais destinou mais orçamento para a educação do que para tanques, armas e balas. Por seu turno, e após quatro décadas de hostilidades, a assinatura iminente de um tratado de paz entre as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC) e o governo colombiano, representa um momento na história do país.

Estes marcos sem precedentes serviram de inspiração para criar um movimento na Colômbia que pretende mostrar que o futuro está na sala de aula e não nos campos de guerra. Esta ação “Balas transformadas em canetas”, criada pela filial colombiana da McCann Erickson para o Ministério da Educação, tem como mensagem principal: “As balas escreveram nosso passado. A educação escreverá o futuro”.

Balas verdadeiras foram recicladas e transformadas em canetas para serem distribuídas pelas pessoas na liderança do país, simbolizando a capacidade da nação de reescrever seu destino. Foram entregues ao presidente Juan Manuel Santos, a autoridades federais, intelectuais, acadêmicos, jornalistas e meios de comunicação.

baligrafo_comunicadores-0
baligrafo_comunicadores-1
baligrafo_comunicadores-2
baligrafo_comunicadores-3

Este projeto conta ainda com um site que apresenta o projeto e onde as propostas escritas pelos líderes colombianos serão apresentadas. Os textos originais serão leiloados e o valor gerado será doado em forma de bolsas para filhos de vítimas mortas em combate com a guerrilha.

Uma ação de marketing direto que não deve deixar o público alvo indiferente. A metáfora é forte e impactante. Afinal, é uma bala! o que se faz com ela está – literalmente – nas nossas mãos. O que acharam?