Lembro quando a internet começou a se popularizar… Pipocavam matérias nos canais de TV: “Sexo virtual é traição?”. Agora os tempos são outros, e os problemas também. Depois de as redes sociais darem dor de cabeça aos casais, chegou a vez da Netflix ficar sob os holofotes.

E o pior é que é sério. Eu já vi amigos meus (um deles já até escreveu aqui no blog), em sérias confusões por assistir sozinho a uma temporada de Orange is the New Black. Casais que começam a assistir uma série juntos, tem que terminá-la juntos. Ao menos é o que a Cornetto viu. Por isso eles criaram um “Anel de Compromisso

Ou Commitment Rings no original. São dois anéis que ficam ligados a um app no smartphone dos usuários, e fazem com que o serviço de streaming só funcione quando os dois anéis estiverem próximos do aparelho. Logo, quem usa, precisa que a outra pessoa esteja próxima.

Os anéis, que não podem ser comprados, serão enviados para algumas pessoas que se inscreverem no site da promoção. Segundo a diretora global da marca, Barbara Cavicchia disse ao Co.Create, essa é uma ação feita para se comunicar com uma fatia mais jovem do público:

Queremos encorajar os adolescentes a se comprometer em olhar as suas séries favoritas juntos – e graças ao Cornetto e a tecnologia NFC, nós podemos acabar o mau hábito de olhar os episódios dessas séries sem o seu parceiro(a).

aneis-como-funciona

Pra ganhar o anel, é preciso se inscrever no www.seriescommitment.com. Não sei ainda se enviarão para o Brasil, mas parece interessante.

Mas isso é um tipo de adultério, traição, trairagem? Perguntei para quem nos segue o que achavam, e a resposta está abaixo:

E você? Diga nos comentários: você usaria o anel?

Deixe seu comentário