Escape Rooms são uma tendência agora. Praticamente obrigatórias em qualquer evento, fazem sucesso em qualquer lugar onde acontecem. E agora o Google da França resolveu construir um onde as pessoas pagarão para tentar, por 40 minutos, escapar. Ou melhor: salvar alguns artistas. É o Google Première Pièce.

Se você não sabe o que é uma Escape Roomeu conto: É um jogo que acontece em uma sala onde os participantes (voluntários, porque de outra maneira não seria um game e sim um sequestro) ficam trancados. Lá dentro eles tem várias pistas que servem para descobrir como destrancar a porta da sala. Geralmente tudo que se precisa é imaginação, observação e conhecimentos básicos de matemática. Na do Google, será preciso usar o celular, também.

A ideia é bem interessante: usando os aplicativos de celular do Google, será possível decifrar as pistas. Como?

  • Usando o Google Translator para traduzir o conteúdo de cartazes escritos nas mais diversas línguas.
  • Procurando pistas em um cenário em 360º, usando o Google Cardboard.
  • Descobrindo o que está escondido em uma pintura, analisando-a com o Gigapixel, do Google Cultural Institute.
  • Recebendo as dicas de uma personagem do jogo, através do Google Hangout.
  • Através de outras mecânicas com outros apps como o Google Maps, por exemplo.

unnamed (3)

unnamed (1)

Essa Escape Room é um evento temporário, funcionando entre 20 e 29 de maio de 2016. E além do jogo, tem uma pequena história por trás: Os grupos que participarem não estarão escapando da sala, mas sim encontrando a peça que falta para completar o trabalho de um grupo de artistas digitais que estão trancados lá.

Achei a idéia da agência We Are Social France, genial. É o tipo de ação que entretém, instiga, é uma experiência única e compartilhada com os amigos (e com a marca), e como só acontece através de reservas, cria um valor muito grande para os participantes e para quem se interessou mas não pode participar.

unnamed (4)

Eu só posso dizer uma coisa: Première Pièce, please come to Brazil!!!

Deixe seu comentário