10 dicas para designers

Bons trabalhos de design seguem princípios básicos que tornam mais eficazes a sua função. Hoje vemos o design em praticamente tudo: embalagens, sites, jornais, revistas, passaporte, móveis, interfaces… Abaixo seguem algumas dicas para quem trabalha especialmente com comunicação visual e que queira assimilar os conceitos teóricos visualizando-os em exemplos bem concebidos. Vamos lá?

  1. Mantenha o foco
  2.  Use linhas
  3. Escala e Hierarquia
  4. Equilíbrio
  5. Use elementos que se complementem
  6. Contraste: aumente ou reduza
  7. Repetição
  8. Use espaços em branco
  9. Alinhamento
  10. Divisão dos terços

 

  • Foco
    Um elemento essencial para qualquer boa composição é possuir um forte ponto focal em seu trabalho, principalmente quando você precisa contar uma história ou passar uma ideia. Exemplo: projeto de Matthew Metz

foco 

  • Use linhas para criar sensação de movimento
    Linhas desenhadas tornam uma trajetória visível que gera a sensação de movimento de um ponto inicial a um outro ponto final. A ligação também pode ser imaginária, criada pela mente do espectador, que intuitivamente percorre o olhar de um ponto a outro. Linhas podem ser utilizadas em fluxogramas por exemplo ou podem orientar o leitor à outros pontos de informação.

Exemplo:

thales_molinaVeja acima este projeto de uma reportagem para a revista Mundo Estranho feito pelo designer e ilustrador Thales Molina que utiliza linhas para guiar o olho do leitor, e depois possui vários níveis de informação depois.

Claro, nem todo projeto que você criar terá tais linhas óbvias. Encontre formas e linhas dentro de suas imagens e elementos gráficos e use-as para direcionar o olhar de várias maneiras. Por exemplo, veja este projeto de cartaz produzido pelo estúdio Design By Day que utiliza linhas fortes que leva a nos guiar o olhar para o ponto principal primeiro – o título –, e depois para vários degraus de informação.

linhas

  • Escala e hierarquia
    É muito importante ter um bom domínio sobre escala e hierarquia em seus projetos, pois eles lhe auxiliam a manter uma composição bem sucedida. Explicando de um modo breve, a hierarquia visual é a organização dos elementos gráficos mais fundamentais do projeto para os menos essenciais, desde que se mostrem adequadamente, a informação deve ser organizada, seguir uma lógica.
    A escala refere a vários tamanhos de elementos existentes no seu projeto que muitas vezes ajudam na comunicação visual. Por exemplo, este projeto de cartaz de autoria de Jessica Svendsen,  a designer usa uma imagem como um maior elemento, o que ajuda a atrair mais atenção das pessoas.

escala

  • Equilíbrio
    Você deve criar uma composição atraente, dinâmica, que instigue o espectador. Se o leitor desiste de ir até o fim da mensagem, certamente, deixará de assimilar informações importantes e a comunicação não terá sido eficaz. Lembre-se que o equilíbrio pode ser simétrico ou assimétrico.
    Este projeto da designer gaúcha da cidade de Pelotas, Dielen Fanka é um ótimo exemplo de composição simétrica:

simetria

Veja esse exemplo de um equilíbrio assimétrico muito bem sucedido. Este pôster por Munchy Potato emprega equilíbrio assimétrico por dispersão e ampliação de elementos propositadamente.

assimetrico

  • Use elementos que se complementem

…e todo mundo diz que ele completa ela
e vice-versa, que nem feijão com arroz

  • Já diz um trecho na música “Eduardo e Mônica” da banda Legião Urbana certo? Com certeza você já ouviu falar, também de cores complementares! Para uma composição eficaz é necessário usar com cuidado e propositadamente cada elemento do seu projeto de modo que cada parte complemente o todo.

Confira esse exemplo: os autores são do estúdio de design e comunicação italiano Jekyll & Hyde em conjunto com a designer Elena Bonanomi:

complementacao

  • Contraste: aumente ou reduza
    O contraste é útil tanto para destacar e esconder certos elementos em seu projeto. Usando uma cor de alto contraste, você pode auxiliar num determinado elemento destacá-lo e chamando-o mais atenção e da mesma forma, ao diminuir o contraste, você pode fazer desaparecer outro elemento existente no projeto.

O trabalho abaixo criado pela designer australiana Melanie Scott Vincent usa um clipe de papel amarelo sobre um fundo, também amarelo, a baixa diferença de contraste entre o objeto e o fundo reforças o nome do evento “ignored everyday”.

contraste

Vejamos mais exemplos:

Abaixo o designer português Bruno Reis usa a cor azul na sua composição para destacar títulos e demais textos em brancos.

contraste_brunoreisUse o contraste com um propósito, veja, por exemplo, a composição do designer brasileiro Pedro Panetto abaixo. Note que o contraste ajuda ajustar o foco do expectador para um determinado elemento no projeto.

contraste_pedropanetto

  • Repetição: use e abuse
    A repetição de elementos é um fator-chave quando se trata de layouts com várias páginas, como por exemplo em livros ou catálogos. Veja o projeto do designer italiano Mauro de Donatis

repeticao

  • Espaços em branco
    O espaço em branco quando usado com estratégia pode lhe ajudar a aumentar a clareza do seu projeto e a aparência geral, equilibrando as partes mais complexas e movimentadas de seu design.

Veja este pôster criado pela deisgner freelancer Corina

cocorrina

Para não dizer que citei apenas exemplos de impressos no post segue este projeto de design para a web feito por CreAtiveWeb

abani-web

  • Alinhe os elementos
    O alinhamento entre os elementos criam um layout limpo e eficaz, seja para a leitura ou simplesmente que seja agradável aos olhos. Veja essa composição produzida para essa revista: o projeto é de autoria do profissional chamado Huck

alinhamento

O alinhamento ajuda a criar uma ordem entre muitos elementos, principalmente se o seu projeto houver imagens ou textos. Existe muitas maneiras de alinhar o texto: à esquerda / à direita / centralizado / justificado. Use o bom senso que o seu projeto mereça!

  • Divisão dos terços
    A regra dos terços é uma técnica simples para dividir seus projeto em três linhas linhas e em três colunas, e nos pontos onde as linhas verticais e horizontais se encontram é onde seu foco deve ser trabalhado.

Confira este design de site feito por Gajan Vamatheva para a National Geographic. Você pode notar que as linhas se cruzariam sobre o ponto focal de cada imagem – os dois alpinistas na primeira imagem e a maior ave na segunda – As linhas também se cruzam em pontos ao redor das caixas de texto.

vamatheva

Existem diversos elementos que eu poderia citar em cada dica, mas o post ficaria demasiadamente grande. Você tem alguma dica quando vai compor algum projeto? Vamos conversar nos comentários!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Como você explicaria essa imagem?!

Gostaria da opinião de vocês, pois meu professor de Filosofia e ética…

Google homenageia os professores com doodle especial

Não tenho dúvida alguma que a profissão que deveria ser a mais…