A Y&R de Chicago criou um vídeo bem agressivo para a “Hotline“, um serviço telefônico que atende vítimas de violência doméstica.

O vídeo é simples (e chocante), e mostra uma mulher cheia de hematomas que vão sumindo, mas depois novos machucados surgem, demonstrando que as agressões não cessam e são cada vez mais evidentes e traumatizantes.

No final, o filme diz “Isso raramente para“. O pior é que, ainda, é verdade…

Deixe seu comentário