A organização belga de ajuda aos pais sobre educação dos filhos, Opvoedingslijn, lançou uma campanha um tanto quanto polêmica para promover a importância do assunto. Idealizada pela agência Duval Guillaume, a ação colocou duas crianças simulando estarem tendo relações sexuais dentro do banheiro feminino de um luxuoso hotel.

Quando as mulheres entravam no banheiro, percebiam que uma das portas estava trancada. Depois de pouco tempo, começavam a ouvir sons vindo justamente dessa cabine. Em seguida, as crianças saíam do banheiro com naturalidade, como se nada tivesse acontecido.

Atrás da porta utilizada na ação estava colocado um cartaz explicativo e a locução do case encerra com a seguinte mensagem: “Educar uma criança nem sempre é fácil, por isso existe a Opvoedingslijn”.

Tendo em vista que o vídeo está como capa do site da organização, é provável que tenham alcançado o objetivo esperado ao levar a mensagem. O questionamento fica por parte da estratégia utilizada, afinal, existem outras formas criativas de se falar sobre educação.

Será que é necessário envolver as próprias crianças? Para eles, no caso dessa campanha de guerrilha, sim.

Deixe seu comentário