Outubro ainda não acabou, então sempre vale a pena reforçar que esse é o mês escolhido para reforçar a mensagem sobre os cuidados que as mulheres devem ter com o câncer de mama.

A JWT criou uma ação super bacana chamada “Tinta contra o câncer”, onde grafites espalhados pela cidade de São Paulo que retratam o nu feminino são os novos aliados da Liga do Rosa, movimento lançado pelo A.C.Camargo Cancer Center com foco na conscientização sobre a importância da prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama.

A campanha conta com a participação de artistas do grafite que cederam seus trabalhos para uma intervenção urbana que faz alusão à mastectomia (cirurgia de retirada do seio). Funciona assim: colando sobre as artes um papel tipo lambe-lambe, cria-se o efeito de que um dos seios do desenho foi retirado.

Cada um dos grafites inseridos na ação, situados em trechos de grande circulação e redutos da cultura paulistana como a Praça da República, Rua Luminárias, Avenida Ataliba Leonel, dentre outros, recebem a assinatura “Qualquer mulher pode ser vítima do câncer de mama”. – o vídeo case da campanha você confere no vídeo no topo do post!

Além de abordar a importância da prevenção e alertar para o diagnóstico precoce da doença, a proposta desta campanha, ao retratar a mastectomia, é mostrar que a retirada do seio está longe de representar a perda da feminilidade e do amor à vida. “Uma cicatriz no mesmo lugar onde antes estava um seio não representa uma derrota e sim a confiança em superar a doença.

“Toda mulher em tratamento é uma guerreira, pois seu foco é lutar pela vida”, destaca a cirurgiã oncologista e diretora de Mastologia do A.C.Camargo, Maria do Socorro Maciel.

De acordo com o CCO da agência JWT (Chief Creative Officer), Ricardo John, o fato de o grafite ser uma arte muito presente na cidade, pode contribuir para conscientizar um grande número de pessoas, além das mulheres.

“Por dialogar com todo o tipo de público, a campanha pode atingir também aos adolescentes e aos homens que, no papel de filhos, namorados, pais e maridos, podem ajudar a influenciar na conscientização e prevenção da doença”, destaca.

Mais um ótimo exemplo do uso da arte para gerar conscientização impactante para esse importante assunto.

Deixe seu comentário