Motivada pelo debate gerado em todo o Brasil em torno da recente pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), que revelou que 26% dos brasileiros acredita que a maneira como uma mulher se veste justifica o assédio sexual, o Centro de Integração da Mulher (CIM) levanta uma nova questão sobre o tema: a violência contra a mulher pode ser caracterizada por atitudes muito mais simples, como um gesto, uma palavra ou uma invasão de privacidade.

Para fazer esse alerta, a entidade, em parceria com a agência Mood, desenvolveu um anúncio interativo na edição para tablets do jornal O Globo e da revista Veja. A peça aproveita a forma como o leitor folheia revistas e manuseia o próprio aparelho para ressaltar que as mulheres não deveriam ser abordadas nem com um simples toque.

abuso-mulher-ipad

Durante a leitura, os usuários de tablets vão se deparar com um suposto anúncio de moda, com tudo que o costuma compor: uma modelo vestindo uma peça bonita e atual e, ao lado, um texto alusivo a uma nova coleção de roupas.

Ao tocar a tela para passar para a próxima página, o leitor terá uma surpresa. A mulher, até então estática, vai se assustar e gritar, como se um estranho encostasse em seu corpo. É quando a seguinte mensagem aparece na tela: “Um simples toque já é violência”.

Para continuar a leitura a pessoa é obrigada a tocar em outro local da tela, longe da mulher. No vídeo que está no topo você confere o anúncio interativo.

Deixe seu comentário