Magia sempre foi a proposta do Cirque du Soleil, e o consenso geral é que eles conseguem. Agora a sua mais nova criação é um curta, feito em conjunto com a ETH Zurich (uma universidade suíça) e a Verity Studios, faz a mágica acontecer unindo tecnologia, arte e interação humana para criar um balé com drones.

E se os objetos da sua sala começassem a voar? É com esse tema, que o vídeo Sparked traz bojos de abajures dançando com o homem que os conserta, em uma coreografia inspirada e sem nenhum efeito computadorizado, utilizando fios, ou qualquer outro recurso de vídeo: apenas drones “fantasiados”, interagindo com o ator.

drones

feitiSegundo Raffaelo D’Andrea, fundador do Verity Studios, todo o controle é feito através de computadores, utilizando algorítimos criados especialmente para o controle dos quadcópteros, possibilitando a realização de movimentos que um piloto humano, dificilmente poderia fazer. É a magia moderna!

Veja o Making of de Sparked

Esse curta do Cirque Du Soleil me lembrou de um filme que eu adorava na infância: “O Milagre veio do Espaço“. Produzido pelo Steven Spielberg, o filme conta a história de pequenas naves/robôs, pilotadas por pequenos alienígenas, que precisam passar um tempo em um prédio na Terra e salvar os moradores de um prédio prestes a ser demolido. Veja o trailer.

Sabe o que é o mais legal? Ver que eles fizeram usando drones comuns para criar algo diferente. A inovação não depende só de criar novos recursos, mas de ver o que já existe, com outros olhos.

Deixe seu comentário