A campanha Share a Coke, da Coca-Cola, apesar de ser êxito global em todo o mundo, não compreende nomes nativos em muitos países, especialmente na América Latina.

A iniciativa foi acolhida com entusiasmo especialmente no Perú, porém devido a sua grande diversidade cultural, uma grande quantidade de nomes, especialmente os nativos, não tinham a oportunidade de fazer parte dela., ou seja, ter seus nomes impressos nas latas e garrafas da bebida. (Eu que o diga… #frustradopornaoacharmeunomenaslatinhas)

Para estender esta iniciativa, permitindo que todos tenham seus nomes impressos na garrafa de Coca Cola, a McCann Lima pensou em uma campanha que convidou o povo Quéchua a unir-se a celebração e usar uma vending machine criada especial para a ação.

Ela funcionava por comando de voz, ou seja, a pessoa falava o seu nome, a máquina reconhecia e em poucos minutos saia uma garrafa novinha com o nome impresso nela.

coca-cola-nomes-garrafacoca-cola-nomes-garrafa-2

Bem que esse tipo de máquina podia ser difundida pelo mundo… já que eu mesmo vi cada nome que.. putz… sem comentários. Mas valeu a iniciativa da McCann.

Deixe seu comentário