O Snapchat é um grande desafio para criativos e criativas do Brasil. A Sprite teve uma boa idéia, mas ela poderia ter funcionado com qualquer rede social. Poucas marcas começaram a tirar real proveito das funcionalidades nativas do app que é a menina dos olhos do mercado, agora. O que parece é que pouca gente sabe como o Snapchat funciona.

Eu mesmo estou aprendendo, por isso quero compartilhar um dos recursos bacanas para marcas: o filtro geográfico. Ele serve para que alguns recursos só apareçam para pessoas que estão em uma localidade específica. Pode ser um país, uma cidade, um bairro ou até um local limitado. Isso permite que as marcas criem diferentes formas de se comunicar, como por exemplo, um “selo” ou uma “moldura” para a foto que o cliente tira no seu evento ou estabelecimento.

Por exemplo: uma rede de hotéis pode criar alguns filtros para o Snapchat, para que os seus hóspedes usem e mandem um recado aos seus amigos sobre o seu estado de espírito naquele momento das férias.

Snapchat filtro geográfico geofilter hotel

Ou a marca do Michael Jordan pode criar uma “fantasia” de Marvin o Marciano, para os seus compradores que querem comentar que estão comprando materiais esportivos.

Snapchat filtro geográfico geofilter loja michael jordan

Os filtros geográficos do Snapchat dão a possibilidade de fazer parte da comunicação dos consumidores, enquanto eles estão experimentando a marca. Veja outros exemplos.

nc3 Snapchat filtro geográfico geofilter starbucks Snapchat filtro geográfico geofilter jogo Snapchat filtro geográfico geofilter capa de revista Snapchat filtro geográfico geofilter apple Snapchat filtro geográfico geofilter evento Snapchat filtro geográfico geofilter filme Snapchat filtro geográfico geofilter aeroporto

Então imagine as possibilidades aqui no Brasil: Lojas de roupas podem lançar filtros que são usados quando os clientes estão nos provadores, fotografando as roupas e enviando pra sua lista de contatos opinar. Ou times de futebol podem permitir que os usuários coloquem o placar e a emoção em um filtro personalizado com o nome do estádio (tem se discutido tanto os “naming rights” no futebol. É uma boa forma de publicidade no Snapchat). Enfim, são muitas as possibilidades. Só falta aproveitar.

Deixe seu comentário