Algo que sempre fez muito sucesso em Hollywood, foram os filmes “baseados em fatos reais“. Lembro que, quando eu era pequeno, um filme desses que fazia muito sucesso era “O Resgate de Jéssica”, sobre uma menininha que caiu em um buraco e comoveu toda a população dos EUA.

Em 2016, tivemos um azarão vencendo o Oscar: Spotlight, um filme baseado em fatos reais, foi escolhido como o melhor longa feito em 2015, superando o grande e incrível Mad Max.

Com essa inspiração, o site Information Is Beatiful fez um infográfico com os indicados a melhor filme nos últimos anos, e que são baseados em fatos reais, para mostrar o quanto de realidade é mostrado em cada película. Fizemos um vídeo com os principais. Veja:

Claro que o vídeo só leva em conta o que é real mesmo. No site, é possível ver com um pouco mais de “flexibilidade”, ou seja, coisas que aconteceram, mas de um jeito um pouco diferente. O que é a chamada liberdade artística. O resto é verdade ou é mentira.

Confesso que fiquei bastante surpreso com dois filmes: O Lobo de Wall Street é bem mais realista do que eu imaginei. Sério, a vida do cara era muito maluca, por isso era difícil acreditar que tudo aquilo era verdade. Tem uma hora, logo no início do filme, que ele arremessa anões vestidos com uma roupa de velcro, em um alvo no escritório.

A outra surpresa foi O jogo da Imitação, um filme histórico com o queridíssimo Benedict Cumberbatch, que retrata um momento crucial para os Aliados durante a segunda guerra, e para a vida do matemático Alan Turing. No filme, ele precisa descobrir uma maneira de quebrar a criptografia das comunicações nazistas para que o exército inglês saiba os próximos passos das tropas de Hitler. E o filme é incrivelmente… inimaginavelmente impreciso… Meio decepcionante.

Para ver mais filmes e com mais detalhes, clique aqui.

Deixe seu comentário