Você daria ao seu filho uma papinha de uva “antigay” que garantisse que ele seria um “homem de verdade”?

Foi com essa polêmica que a ONG Anxiety and Depression Association of America – que cuida de crianças com transtornos de ansiedade e depressão – deu inicio a uma campanha para alertar aos pais e chamar a atenção para os estereótipos de gênero ensinados às crianças (como por exemplo: cor rosa só pode ser de meninas ou  cor azul, de meninos) e suas perigosas consequências para o desenvolvimento infantil.

Ela criou uma linha fictícia de papinhas infantis chamada Gender Baby Food, que conta com um total de 12 opções, que vão desde um purê de maçã para fazer com que as meninas ‘ajam como uma dama – educada e passiva’, até um purê de ervilha reforçando que ‘a perversidade está na natureza dos meninos’.

papinhas polemicas (2)papinhas polemicas (1)papinhas polemicas (4)papinhas polemicas (3)

A ação pode parecer impactante de imediato, mas serve para despertar a reflexão sobre esse tema.

Deixe seu comentário