Culturalmente falando, na maioria dos países é completamente normal mostrar um homem sem camisa em rede nacional, mas não uma mulher, mesmo quando o único propósito é promover a educação sobre o autoexame para detectar um possível câncer de mama.

Isso se torna ainda mais complicado na Costa Rica, país com a segunda maior taxa de câncer de mama na América Latina e Caribe, segundo o Instituto Nacional da Mulher.

Considerando que 75% de seus clientes são mulheres, a Gollo, rede líder de eletrodomésticos do país, decidiu tomar uma atitude a respeito e em Outubro de 2015, oficialmente o Mês do Câncer de Mama, produziu um vídeo tutorial sem censura sobre auto-exame para detecção do câncer de mama.

Logicamente o vídeo foi censurado e não foi veiculado nem por TVs nem em redes sociais. Dessa forma a Gollo decidiu mostrar o vídeo nos televisores em exposição nas suas 130 lojas no país, impactando uma audiência de 1,3 milhões de pessoas.

Confira o vídeo case da ação, criada pela McCann San José:

Deixe seu comentário