Como estrategista de marca, confesso que acompanhar a edição do El Ojo 2019 foi uma experiência extremamente rica. Além da oportunidade de acompanhar o que há de mais atual e criativo no mundo, constatei que o evento contribuiu para que novas referências se apresentassem, reafirmando que El Ojo funciona não só como um grande catalizador de talentos, mas, também, dando visibilidade e reconhecimento as melhores práticas tão bem detectadas por jurados atuantes no mercado publicitário. Ver o case ao lado de quem construiu, cliente & agência, dizendo dores e aprendizados do processo é estimulante.

Tive acesso aos melhores conteúdos produzidos mundo afora, sejam eles do Peru, Espanha ou Argentina, sem contar a possibilidade de poder conhecer e dialogar pessoalmente com grandes talentos mundiais, afinal, naquele espaço, diferentes experiências se encontraram e perspectivas diversas se reconheceram, reunindo ali pessoas ansiosas por criarem ações fora da ‘caixa’ ou de clichês limitadores.

Dentre os resultados mais significativo ou os que foram super premiados, resolvi construir essa thread com seis boas referências. Ideias que achei bem interessantes e acredito que valha você também ter no repertório:

01 | Spoiler do case da Mullen Lowe – apesar do Google parecer uma ferramenta democrática e acessível, é preciso reconhecer que vivemos num mundo onde a maior parte da população ainda não tem acesso à internet, ou seja, à informação propriamente dita. Conheça o case:

 

02 | Spoiler do case da DDB España – partindo do estereótipo ‘geração z’, que defende tanto a diversidade quanto a inclusão, se olharmos desta perspectiva, parece que vivemos num mundo sem preconceito e livre de vários problemas, certo? Afinal, “a nova geração não aceita mais isso” (…) Porém, para trazer luz à uma realidade cada vez mais encoberta por este discurso, a agência foi cirúrgica na ideia de não passar pano pro racismo:

03 | Spoiler do case da Africa – Como criar um movimento por igualdade se aproveitando de um momento histórico que ainda não aconteceu? A grande sacada deste case foi enxergar a oportunidade e construir um ecossistema rico que se transformou um movimento de escala global, por uma causa necessária e genuína.

04 | Spoiler do case da Santo Argentina – Uma marca de refrigerante – que optou por não mostrar produto e/ou seu consumo, a fim de não descaracterizar a proposta que desejava alavancar – criou uma série baseada na nociva cultura de ódio que vivemos em tempos digitais para fomentar uma atual discussão, se incluir no contexto do target de forma não tão comercial, tentando protagonizar legitimidade com a audiência & causa:

05 | Spoiler do case da Fahrenheit DDB (Perú) – Como fazer uma rede de supermercado nacional ser relevante durante jogos de futebol que toda a população acompanha mas que acontecem do outro lado do globo? Uma forma genial de criar benefício ao target e awareness global numa iniciativa de logística “simples”; conheça a ideia:

06 | Spoiler do case da Wing Advertising – Como ajudar imigrantes que sofrem abuso de autoridades numa região onde se tem pouca informação sobre os próprios direitos que se detém? Foi pensando nisso que os criativos apostaram na ideia de hackear meios & costumes reais dessa audiência para informá-los sobre leis e direitos de uma forma inteligente e eficaz:

Ufa! Bem, é isso! Espero que estas referências façam parte da sua bagagem a partir de agora e que boas ideias continuem a surgir em prol de causas & marcas, sempre fora da caixa e exigindo cada vez mais da nossa capacidade de pensar fora da caixa.

Deixe seu comentário