Com a intenção de trazer o melhor da experiência de compra por meios digitais, a Magalu revelou recentemente que adquiriu a startup Hubsales. A aquisição tem o propósito de fortalecer o setor de vendas online da empresa ao adquirir a startup. A Hubsales é uma das maiores especialistas em clusters operando no mercado. Ou seja, a startup adquirida pela Magalu atua em vários pólos de produção.

Trata-se de uma rede de fábricas de diversos produtos que são vendidos diretamente aos consumidores finais. Para os donos de e-commerce, essa é uma notícia importante, já que as possibilidades de negócios envolvendo grandes nomes do mercado, como é o caso da Magazine Luiza, agora com estrutura especializada para atender seus clientes, fortalece o vínculo da importação de produtos.

Para quem possui um negócio online, adquirir produtos diretamente de fábrica é fundamental para a geração de receita. Se você está neste ramo de negócios, saiba que a importação de produtos para a sua loja, seja ela online ou um estabelecimento físico, poderá ser abastecida com produtos de fábrica comprados diretamente da Magalu e revendidos aos clientes.

Clientes e fabricantes

De acordo com Frederico Trajano, atual presidente do Magazine Luiza, o fato da empresa ter adquirido a startup é bastante relevante para o futuro dos negócios na plataforma Magalu, incluindo parcerias com uma grande variedade de fabricantes, algo que irá reduzir a burocracia e gerará menos gargalo desde a aquisição do produto até o recebimento na residência do consumidor. Outro ponto importante é o preço dos produtos vendidos de fábrica para o consumidor final, que por regra são mais atraentes para os clientes em geral.

O principal compromisso da Hubsales será na criação de um modelo operacional de logística robusto para lidar com o aumento da demanda, promover os produtos na internet e lançar a melhor estratégia de integração dos produtos com a plataforma Magalu. Dentre os pólos de produção mais comumente conhecido por fábricas, o destaque fica por conta de fabricantes bastante conhecidas dos consumidores, como a Netshoes, Zattini, Época Cosméticos, Estante Virtual, entre outras fabricantes de peso.

Um dos pontos importantes para a Magazine Luiza diante da aquisição da startup é a expectativa no aumento de vendas de produtos online por meio do aplicativo da empresa. O #TemNoMagalu tornou-se um conceito levado muito a sério pelos gigantes do varejo. Atualmente, grandes fabricantes já vem utilizando a plataforma Magalu como um meio de adiantamento de recebíveis e como estrutura logística de ponta.

Tendências do comércio eletrônico para 2021

Com a pandemia de coronavírus se estendendo por meses em 2020, o comércio eletrônico tornou-se mais forte no mercado por conta das medidas de isolamento social com fechamento do comércio em diversos países. Um dos motivadores para o fortalecimento do serviço de vendas online da Magazine Luiza é estar mais forte para um aumento da demanda esperada para os próximos anos. “Possuir um serviço de vendas online de qualidade é fundamental para as empresas se manterem no mercado em tempos de crise sanitária. Além disso, o comércio eletrônico tem evoluído nas últimas décadas e já é uma tendência para esta década”, explica Trajano.

É muito vantajoso e conveniente para os consumidores realizarem compras online, sem precisar sair de casa e receber o produto diretamente no endereço de entrega. “A expansão das lojas virtuais, do varejo online, da facilidade de navegar através de um smartphone, da internet móvel, são coisas que no início da década passada já eram vistas como palpáveis. Hoje em dia, essa é uma tendência do mercado e quem não souber acompanhá-la ficará de fora das melhores oportunidades”, reforça o presidente da Magazine Luiza.

Há décadas no mercado

A rede varejista Magazine Luiza foi fundada em 1957 por Pelegrino José Donato e Luiza Trajano Donato. A primeira loja da rede foi aberta no município de França, localizado no interior de São Paulo. Desde então, já são mais de mil lojas da rede de varejo especializada na venda de eletrônicos, eletrodomésticos e móveis espalhadas por todo o país. Ao longo das décadas, a Magazine Luiza passou a ser vista como uma grande rede de lojas em atividade no Brasil e tornou-se um empresa de capital aberto cotada na bolsa de valores (B3: MGLU3).

Ao longo das últimas décadas, a Magazine Luiza tornou-se especialista em e-commerce, sendo ganhadora de 12 troféus Diamante na celebração Prêmio Excelência em Qualidade Comércio Eletrônico na modalidade B2C. Com a expansão das vendas online a partir da plataforma Magalu, a rede Magazine Luiza teve o seu melhor retrospecto de vendas em 2017, aumento de R$ 389 milhões em vendas, equivalente a um crescimento de 300% comparado com anos anteriores. Ao todo, a Magazine Luiza obteve uma receita de R$ 14,4 bilhões ao longo do ano de 2017, sendo grande parte deste valor proveniente das vendas online.

Deixe seu comentário