Ariel | Doação de Roupas
Campanha da Ariel, realizada em supermercados de Beirut para promover sua campanha de doação de roupas.
Criada pela agência Saatchi & Saatchi de Beirut, consistiu na adesivação das portas automáticas com uma roupa em cada, e com o movimento das portas, ela fica sobreposta a um adesivo de um garoto, que está de cada lado da porta.
Ariel | Doação de Roupas

 

Ariel | Doação de RoupasAriel | Doação de RoupasEssa realmente foi muito criativa. Eu já tinha visto o uso de portas automáticas ou de elevador, com o movimento de “separar” ou “unir” duas imagens. Mas assim eu nunca tinha visto. Muito genial mesmo.
1 comentário
  1. Muito boa!
    Simples e genial, não tem como não chamar a atenção das pessoas.

    Abraços

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Você pagaria um sorvete para um desconhecido?

“Dizem que nós, seres humanos, somos egoístas…” e que não ligamos para…

Polaroid PoGo | Free the Photos

Há um tempo, postei aqui que a Polaroid lançou a sua ‘versão 2.0’, a PoGo, uma ‘impressora mobile’ que permitia que a partir de um cabo ou por bluethoth pudesse enviar fotos do celular e que eram impressas ‘na hora’ (30 segundos). E com essa idéia de libertar as fotos, a Polaroid colocou na rede, um vídeo (em stopmotion – os criativos gostam dessa técnica né?!) e o site da campanha, intitulada Free the Photos: Isso só vem reforçar que a empresa deseja mesmo se inserir nesse novo mercado da fotografia digital e resgatar, como falei antes, a ‘magia’ da instantaneidade. Essa eu queria! ;) Nos acompanhe também pelo Twitter: http://www.twitter.com/comunicadores

Outdoor feito com fungos e bactérias para promover o filme “Contágio”

A Warner Bros do Canadá contratou a agência Lowe Roche para divulgar o mais novo filme de Steve Sordebergh (lembram de “Onze Homens e um Segredo”?): “Contágio” (“Contagion”, no original). E para representar essa praga, foram criados dois outdoors que, na verdade, são Placas de Petri gigantes, onde o nome do filme, foi “pintado” com diversos tipos de bactérias e fungos. Eles foram colocados em um prédio numa rua de Toronto, e por algumas horas eles ficaram “crescendo”, até a palavra “Contagion” aparecer. Veja o vídeo: Eram pequenos, mas bem chamativos. E as 50 primeiras pessoas que chegaram ao local, receberam ingressos para ver o filme. Achei ótima essa ação: Ela é diferente, tem um ótimo visual e tem tudo a ver com o produto, neste caso o filme, que anuncia. Quem mais gostou?