Tesco cria supermercado virtual em metrô com QR Code

Que tal usar o tempo gasto esperando o metrô para fazer suas compras de supermercado? A rede de varejo Tesco pensando nisso, criou uma ação na Coréia do Sul usando QR Code. Alguns painéis imitando gôndolas de supermercado foram instalados em estações do metrô, com a foto de diversos produtos e um QR code correspondente. Assim, as pessoas escolhiam os produtos, escaneavam os códigos pelo smartphone, efetuavam  o pagamento online e suas compras eram entregues em casa com a maior comodidade. Confira o vídeo case: Excelente case e uso criativo da tecnologia que ainda está começando a se popularizar aqui no Brasil. Uma boa inspiração para o varejo brasileiro. Concordam?

Seria esse o futuro das compras e atendimento online?

O varejo online (e-commerce) está em um ritmo de crescimento muito grande. E o seu principal desafio é proporcionar ao consumidor uma experiência de compra única, eficiente e interativa, para que a compra possa ser (de fato) finalizada. Hoje comprar pela internet, na maioria dos casos, é uma ação monótona. Mas a empresa sueca Tre (com certeza inspirada no filme Minority Report ) quer mudar isso e desenvolveu um sistema de vendas e atendimento online chamado “3LiveShop” que permite ao vendedor/atendente interagir com o cliente por uma tela touch, mostrando de forma lúdica os produtos e suas características. Confira o funcionamento: Um excelente exemplo de tentar humanizar o atendimento online (sem perder a inovação), já que estamos rodeados por gravações que em 99% dos casos só serve para irritar o consumidor e não resolve nada ou não é eficiente. Espero que esse “futuro” não demore muito para chegar em terras brazucas… E então? O que acharam?

Exemplos do uso da holografia nos pontos de vendas

No ano passado mostramos, aqui no Comunicadores, uma ação de PDV utilizando uma promotora virtual. Era, de certa forma, uma holografia… E com certeza chamava a atenção de quem passava. Lembro de ter visto e me perguntando: quando esse tipo de ação chegará ao Brasil? Pois encontramos uma! Trata-se de uma ação para os Post-it da 3M, confira: Ao que parece, o uso desse tipo de tecnologia, está cada vez mais comum. Confira outros exemplos: Promotora holográfica em farmácia russa: Holografias informam passageiros em aeroporto de Londres: No aerporto London Luton, Holly e Graham (em referência a Hologram – “holograma”) informam aos viajantes quais são as normas e os procedimentos de segurança do aeroporto. A intenção é chamar a atenção de quem passa, e agilizar os processos. Até agora é legal ver isso. Mas será que, caso aconteça uma popularização do uso dessa tecnologia, vamos acabar cansando? Ou é uma daquelas coisas que é legal sempre? O que você acha?

A loja conceito da ótica Kirk Originals

Esqueça o conceito tradicional de óticas que você conhece. A rede de óticas Kirk Originals lançou uma loja conceito diferente e inovadora em Londres. A primeira coisa que notamos é a ausência de móveis. Já a decoração do Ponto de Venda, criada pelo escritório Campaign Design é composta por 187 displays com olhos que servem como suporte aos diversos tipos de óculos. Mais um exemplo de PDV diferenciado e que atrai o consumidor. Fantástico.

Cartão de Visita para uma loja de bebês

Fazendo alusão aos móveis feitos para os quartos dos bebês, que possuem cantos arredondados e com protetores de quinas, a agência Rethink de Vancouver, Canadá, desenvolveu para a loja de bebês “Hip Baby” esse simples cartão de visitas com os cantos protegidos com espuma.