Comercial da Sprite censurado na Alemanha (+18)

Esse é um polêmico comercial da Sprite que foi censurado na Alemanha devido a cenas eróticas mais que explícitas, com um final inusitado.

Ele foi exibido apenas uma vez em horário nobre e causou revolta em muitos lares conservadores.

Confira:

Se a Sprite queria chamar atenção, ela conseguiu criando esse viral. O que acharam?

10 comentários
  1. Os comentários do tipo:

    “as mulheres devem estar se sentindo um tanto constrangidas…”
    ou
    “Fico imaginando se o anunciante gostaria que a filha, mulher ou quem sabe a mãe dele visse”
    e
    “toda vez que vc tomar Sprite vai se sentir bebendo esperma”

    me fazem gargalhar frente a inocência dessas coisinhas fofas

    Toda mulher já viu essa cena, até a mãe de vcs seus bobinhos. Esse é um exemplo clássico de pouca verba de viculação, gasta-se só na produção já sabendo que o comercial vai ser tirado do ar mas mesmo assim o buzz em torno do marca fica garantido. Sem contar que a mais clara associação da marca ao prazer que eu ja ví. Ducaralho (com o perdão do trocadilho).

    Toma essa puritanos, agora as marcas resolveram gozar vcs de verdade…

  2. O comercial é FAKE! Ele foi produzido por um freelancer de Nova Yorque, que fez um “experimento” junto com alguns amigos e equipamentos emprestados em seu apartamento, na tentativa de criar um viral (e conseguiu).

    “I’m a New York based filmmaker working freelance and trying to make my way.”

    Oka.

  3. q isso,,,fico ate dificil de entender qual era intencao original

  4. Tenho certeza que conhecendo uma fábrica como a Coca cola eles jamais fizeram um comercial desse e isso com certeza é boato….

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Trailer de Halo 4

A Microsoft está investindo pesado para promover o próximo jogo de uma das franquias de maior sucesso do Xbox 360: Halo 4 será lançado no dia 6 de novembro e, além de contar com uma websérie em live-action, também teve um trailer que mistura pessoas reais e CGI, assinado pelo mesmo diretor de Scott Pilgrim vs. O Mundo, e produzida pelo diretor de “A Rede Social”, “Seven”, “O Curioso Caso de Benjamin Button”, entre outros. David Fincher (que produziu o trailer) era a primeira opção para assumir a direção, mas ele recomendou o seu amigo Tim Miller para o trabalho. Após várias reuniões com a MS e com Fincher, Tim decidiu que queria contar a história sobre o que faz de Master Chief (o personagem principal do jogo) um herói. E isso foi feito mostrando toda a trajetória dolorosa dele: da infância roubada quando os militares o levaram de casa, até as alterações biológicas que o exército impôs ao seu corpo; sobre como isso o tornou mais forte, mais resiliente e transformou o seu destino. Eu não sou fã dos jogos da série Halo, mas confesso que todo esse esforço em contar a história de Master Chief – principalmente pela websérie que tem aquela guria de “As Crônicas de Nárnia” – está me deixando com vontade de dar mais uma chance à série.

Zé Gotinha ganha versão mangá em nova campanha de vacinação

Antes de tudo tenho de confessar: quando criança sempre tive medo do…