facebook retrospectiva 2015

Assim como o Twitter e o Youtube, o Facebook também fez a sua retrospectiva de 2015. Organizando (e revelando) os assuntos mais relevantes do ano (dentro dos domínios da rede social… O que significa quase todo o mundo digital… Ok, exagero), a rede do Zuckinha (cada vez mais íntimo), mostrou que apesar do Facebook parecer um antro de inutilidade pra muitos, algumas timelines são mais interessantes que as outras.

Sim, as mensagens de ódio não são a maioria dos assuntos tratados, embora temas tristes sim. Guerras e tragédias são recorrentes na rede social, mas assim são no mundo. O Facebook é apenas o palco para o debate dos acontecimentos, como a crise dos refugiados e os atentados de Paris, assim como o debate contra o racismo – trazido a tona em duas tragédias acontecidas nos EUA.

Os Estados Unidos, por sinal, parecem continuar com a hegemonia no uso da rede social, pois é o país com mais tópicos entre os 10 assuntos mais comentados em 2015. E podemos confirmar isso, pela metodologia que o Facebook usou para criar essa retrospectiva: eles mediram os tópicos que geraram o maior volume de conversas e compilaram os dados.

Claro que o fato de termos um mundo conectado, contribui também. Porque todo mundo debateu o fato da suprema corte norte-americana ter declarado que todos os estados deveriam permitir o casamento de pessoas do mesmo sexo. Até os avatares foram trocados. =)

Enfim, confira aqui os 10 assuntos mais comentados no Facebook:

facebook retrospectiva 2015

facebook retrospectiva 2015

facebook retrospectiva 2015

facebook retrospectiva 2015

facebook retrospectiva 2015

facebook retrospectiva 2015

facebook retrospectiva 2015

facebook retrospectiva 2015

facebook retrospectiva 2015

facebook retrospectiva 2015

E para ver o hotsite feito pelo Facebook, clique aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Volkswagen fatura Leão de Ouro assustando mulheres que tentam se maquiar enquanto dirigem

Antes de tudo, mantenha a calma. Pois sendo, ou não, uma mulher que insiste em (tentar) se maquiar enquanto dirige, é fato que você também vai se assustar com este incrível viral feito pelos criativos da DDB Tribal para a Volkswagen. É válido ressaltar que este vídeo – com pouco mais de 1 minuto – acabou de levar o mais almejado prêmio de Cannes. Na categoria de Cyber, esta incrível ideia faturou o Leão de Ouro. Então, conforme disse anteriormente, você não precisa ser o alvo para se surpreender com esta premiada propaganda da Volks. A premissa foi bem “simples“. Os criativos buscaram um material que é diariamente consumido pelo target que, infelizmente, contribui para alavancar os mais de 500 mil acidentes de carro no Reino Unido. Este é o número de acidentes provocados por mulheres que insistem em se “maquiar” enquanto “dirigem” (coloquei entre ‘aspas’ pra sinalizar que, no final das contas, elas não conseguem fazer nem uma coisa nem outra, né?). Os publicitários se ‘apropriaram’ de um famoso canal do YouTube que, através de vídeos tutoriais, ensina como mulheres podem se maquiar. Cruzando aquele triste indicador de acidentes de carro com a audiência deste famoso canal (com mais de 180 mil assinantes e mais de 26 milhões de views), eles avistaram uma oportunidade única de impactar este mesmo target.  Dê o play e veja o vídeo até o final: Pois é. Eu também me espantei. Apesar deste conceito não ser nenhuma novidade, a maneira como foi adaptado à esta “nova” forma de se gerar conteúdo – vlog’s – certamente foi a chave para o Leão de Ouro e, claro, para a eficiência na conscientização a que a marca se propôs. Eis aqui o vídeo-case completo da ação: E aí, achou que o Leão foi merecido? Mesmo não se maquiando enquanto dirige, será que você não se identificou com o ‘mote‘ da campanha? Afinal, hoje em dia, é comum a gente tentar adquirir a incrível – e insensata – habilidade de dirigir e também consumir informações, likes, shares, tweets e views, tudo ao mesmo tempo, não é mesmo?

O Facebook Home veio oficializar o uso do smartphone para fugir da realidade

O Facebook Home (a nova versão do FB para Android) parece querer se tornar a ferramenta oficial daqueles que usam o smartphone para fugir da realidade e/ou fazer uma das coisas mais irritantes e mal educadas que a tecnologia possibilita (ficando atrás apenas do uso da caixa alta para escrever, e do compartilhamento de pessoas acidentadas ou doentes no Facebook): ficar “fuçando” no celular, enquanto alguém fala contigo. E não sou eu que estou falando isso, e sim os comerciais. O Facebook Home garante aquela experiência maneira de substituição de realidade a qualquer momento, para que você não precise mais ter que encarar a vida real. Há anos os especialistas decretam a morte do email. Podemos começar a dizer que as conversas pessoais começaram a morrer agora no dia 12/04/2013? Hehehe.

Hoje é dia. Então troque o “like” do Facebook pelo “rock”, literalmente.

Para comemorar o Dia Mundial do Rock, a agência RC criou para a Guarani FM um plug-in chamado “Let’s Rock“, que possibilita a troca do já famoso e nem sempre tão eficaz  “like” do Facebook por um botão mais condizente com a data. Para instalar o plug-in no seu perfil, basta você clicar aqui e seguir as instruções :) Roque and Balboa, bebê!  ;)