Frooty aposta em estratégia blockchain

O acesso  a informação nos proporciona o que – genuinamente – uma marca faz de verdade. Hoje você consegue saber o que/quem ela patrocinou, se existiu apoio em cenário político, se houve envolvimento em determinado escândalo, quais os reais “direitos trabalhistas” ali dentro, se tem mulheres no comando ou só na propaganda e, principalmente, se há – ou não – exploração, abuso ou mal tratos no processo de produção, venda, distribuição e qualquer outro.

Todo este acesso determina a opção do consumidor. Muitos deixam de consumir marcas e produtos quando descobrem fatores que não vão de encontro com aquilo que acreditam. É comprovado que pessoas esperam mais das marcas do que do governo e hoje esse é o grande desafio para se manter fiéis: ser legítimo. Não basta ter o melhor produto ou o logo mais cobiçado, é necessário praticar o propósito que se prega.

Foi pensando nesta nova realidade comportamental que a Peppery desenvolveu uma estratégia de blockchain para a Frooty. Uma parruda campanha que acesse e permeie todo o processo que a marca detém, extraindo conteúdo de iniciativas fortes que são verdadeiramente praticadas mas que nunca antes foram usadas eu discurso. Uma forma de valorizar tudo que a marca faz antes de se tangibilizar em produto para consumo. Para ilustrar isso de forma criativa, a marca apostou em convidar a Preta Gil para protagonizar a descoberta dela e da Nienke – a famosa holandesa que ama nosso país – em conhecer a Amazônia e todo o processo do melhor açaí do Brasil e do mundo:

http://iframe%20width=560%20height=315%20src=https://www.youtube.com/embed/gRZoRg3RQtE%20frameborder=0%20allow=accelerometer;%20autoplay;%20encrypted-media;%20gyroscope;%20picture-in-picture%20allowfullscreen/iframe

A série conta com 4 episódios que exploram toda a cadeia de produção – indo literalmente além do pote, mostrando para o consumidor tudo o que a marca faz antes do açaí ser consumido. Você pode assistir todos aqui frooty/alemdopote.

Para ver todos os episódios, você pode clicar aqui. Já a trilha, que certamente você vai cantarolar o resto do dia, é da super talentosa Anna Trea e está disponível no Spotify.

E aí, o que acha deste tipo de estratégia?

Leia também

Design não é nada se não for Smart

A agencia alemã Jung von Matt/Alster soltou uma campanha bem legal para…

Samsung F480 | Drag and Drop World

Depois do iPhone, surgiram muitos telefones (se é correto chamar esses aparelhos de meros telefones), com as mesmas características dele, principalmente a sua tela sensível a toque (touch screen). E o F480 da Samsung não foge à regra. Para promover uma característica quase que exclusiva, a customização da tela simplesmente arrastando e soltando (drag and drop), criaram esse viral em um Stopmotion muito interessante, onde uma pessoa tenta montar ‘seu mundo perfeito’. O finalzinho é legal :D, vale a pena assistir: Esse video foi criado pela the viral factory. Gostaram? Nos acompanhe também pelo Twitter: http://www.twitter.com/comunicadores

Divulgação do reality Super Nanny conta com polêmicos brinquedos educativos

Geralmente quando falamos em SBT pensamos logo em Silvio Santos ou Chaves, mas dessa vez, os holofotes estão virados para uma atração talvez um pouco menos comentada: Super Nanny. Para promover o lançamento da nova temporada do programa que ajuda os pais na educação de seus filhos, foram criados brinquedos falsos e bizarros, com o objetivo de atrair a curiosidade das pessoas em lojas infantis. Batizada de ‘Control Toys’, a linha de brinquedos educativos foi formada por uma temática extremamente polêmica, mesmo não sendo de verdade. As caixas, que por sinal estavam vazias, apresentaram modelos de jaulas trancadas com chave, camisas de força, bolas de metal e tiras para prender mãos e pernas. Após o choque visual causado pelas ofertas de estranhas soluções educacionais, na parte traseira de cada caixa estava a seguinte mensagem: “Existem formas melhores para educar seus filhos. Assista Super Nanny”. O alcance da campanha criada pela Publicis foi de 216 mil pais, contando com a exposição dos “produtos” em 54 lojas durante 1 mês. Como resultado, o reality show teve aumento de 26% nos índices de audiência em relação à temporada anterior.