Imagens bonitas da natureza. Eu nunca tinha reparado nisso… As imagens do fundo nos karaokês são iguais aquelas que vêm nos sistemas operacionais, para você usar como papel de parede… Fotos de bichos e belas paisagens. O SWU mudou isso, para passar a sua mensagem.

A ação, criada pela agência Fischer&Friends, substituiu as imagens “felizes”, por imagens que mostram o que está acontecendo realmente com o planeta, agora. Com a intenção de conscientizar as pessoas, após dar a nota para o ‘cantor’, a máquina pergunta: “E para as suas atitudes com o Planeta, que nota você merece?”

Confira o vídeo case:

E, já que estamos na Semana do Meio Ambiente, achei interessante trazer o seguinte questionamento: Independente do valor ou da necessidade da imagem, é positiva uma intervenção que substitui imagens “boas”, por imagens “ruins”, e leva para um momento de descontração, o questionamento dos comportamentos do seu público-alvo?

2 comentários
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

O café da manhã reforçado do McDonald’s

Para divulgar o seu novo café da manhã reforçado, o “Massive McMuffin…

Tropicana e o seu outdoor iluminado por 2.500 laranjas

Para reforçar o conceito de “energia natural” a agência DDB de Paris criou uma ação diferente para a marca de suco de laranja Tropicana. Usando os conhecimentos básicos de química que aprendemos na escola, usaram o ácido citrico de 2500 laranja para gerar eletricidade e iluminar um outdoor: A ideia foi bacana, mas devido ao desperdício de mais de duas mil laranjas se torna uma ação com um #fail. O que acharam?

Autorama controlado por iPad promove o novo Audi Quattro

Como chamar a atenção de empresários em grandes centros urbanos? Esse foi o desafio da Audi para atingir o target do novo modelo Quattro. Para resolver a questão proposta, a agência Zulu Alpha Kilo criou uma pista de autorama no Royal Bank Plaza em Toronto, no Canadá. O principal objetivo da campanha, chamada de ‘Quattro Experience’, era de fazer com o que o público pudesse experimentar um pouco da sensação de dirigir o veículo, mesmo que em miniatura. Mas trazendo um diferencial legal para essa corrida, os carros eram controlados por iPad e recebiam vídeo em tempo real da visão do motorista através de uma câmera embutida. Claramente não é para ninguém pilotar um autorama e dizer “ta aí, agora que testei vou comprar um Audi”. Shane Ogilvie, da agência responsável pelo projeto, explica que a marca queria proporcionar justamente algo diferenciado, que chamasse atenção para a montadora. Após terminar a corrida, os participantes ainda puderam postar seu tempo e vídeo em seus perfis do Facebook. Todas as informações do projeto e sobre o carro em questão, estão organizadas no site Quattro Experience.