PEDIGREE ensina pessoas a cuidarem de cães que ficaram cegos

O cachorro é o melhor amigo do homem. Quando um homem perde a visão, é comum ele poder contar com o apoio de um cão-guia.

Mas quando é o animal que fica cego, a recíproca nem sempre costuma ser a mesma. Infelizmente. Tanto o descaso quanto o desconhecimento sobre como lidar com a situação pode expor o cão a perigos desnecessários e, muitas vezes, ao abandono.

Para chamar a atenção a esta realidade e estimular a capacitação de humanos para que eles possam cuidar de cachorros com deficiência visual, a PEDIGREE®, lançou o Human Guides, a primeira plataforma educacional que faz o caminho inverso e forma humanos-guias de cães.

PEDIGREE ensina pessoas a cuidarem de cães que ficaram cegosCriada pela AlmapBBDO, Human Guides faz parte do conceito “Alimente o que há de melhor”, e visa sensibilizar sobre os cuidados necessários com os cães cegos, uma vez que ao longo de toda vida eles estiveram ao lado de seus tutores oferecendo muito amor e carinho: é hora de retribuir e nutrir este vínculo.

Totalmente gratuita, a plataforma conta com cinco videoaulas ministradas pelo Médico- Veterinário Oftalmologista Dr. Pedro Guedes, especialista em cegueira canina. O conteúdo educativo ensina os tutores a criar uma rotina de alimentação e hidratação, passear na rua com segurança, desenvolver a memória do cão e a brincar de um jeito diferente.

A plataforma também disponibiliza uma cartilha com 12 lições que apresentam, de forma didática, o conteúdo das videoaulas. Em formato de e-book gratuito, o material pode ser consultado no site ou baixado para impressão em casa. Pôsteres da campanha também estão disponíveis no site para serem compartilhados nas redes sociais com o objetivo de espalhar a causa e atingir cada vez mais tutores de cães cegos.

Confira o vídeo da iniciativa excelente:

Acesse a plataforma educacional Human Guides: http://www.humanguides.com/

Leia também

Uma simples animação que, de tão realista, desanima e faz refletir

Utilizando os programas Flash e After Effects, Steve Cutts produziu esta “simples” animação chamada “MAN“, que, em minha humilde opinião, ilustra perfeitamente a nossa relação nada humana com a natureza.  De tão realista, a animação desanima e, felizmente, nos faz refletir, o que pode ser um bom começo para que esta não se torne uma grande verdade; dê o play: É válido ressaltar que, para a nossa sorte, o final da animação ainda “é só uma animação”, mas, se depender do nosso atual comportamento em massa e dos preocupantes apontadores que evidenciam as verdades que o vídeo ilustra, acho que esta foi uma criativa forma de informar e comunicar a todos que é hora de pensar e mudar. O vídeo já ultrapassou mais de 1 milhão em views pelo simples fato de, em pouco mais de 3 minutos, retratar exatamente o que temos feito há anos. Sim, é meio absurdo imaginar que a gente ‘calça cobra’ e ‘veste foca’ mas, “ops“, nem é tão absurdo assim, né? Atualmente, este e outros inúmeros exemplos citados – e não citados – no vídeo já compõe a nossa rotina, logo, não é de se impressionar que, apesar da mensagem ser reproduzida através de um desenho, esta não deixa, em momento algum, de ser verdadeira. Através dos meus já quebrados fones de ouvido, Gabriel, O Pensador me disse uma vez: “Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente” Que esta animação nos descontamine dos maus hábitos e nos anime para promover mudanças; Amém. O autor admite que o post foi escrito ao som de “David Bowie – Where Are We Now?“

Divulgação do reality Super Nanny conta com polêmicos brinquedos educativos

Geralmente quando falamos em SBT pensamos logo em Silvio Santos ou Chaves, mas dessa vez, os holofotes estão virados para uma atração talvez um pouco menos comentada: Super Nanny. Para promover o lançamento da nova temporada do programa que ajuda os pais na educação de seus filhos, foram criados brinquedos falsos e bizarros, com o objetivo de atrair a curiosidade das pessoas em lojas infantis. Batizada de ‘Control Toys’, a linha de brinquedos educativos foi formada por uma temática extremamente polêmica, mesmo não sendo de verdade. As caixas, que por sinal estavam vazias, apresentaram modelos de jaulas trancadas com chave, camisas de força, bolas de metal e tiras para prender mãos e pernas. Após o choque visual causado pelas ofertas de estranhas soluções educacionais, na parte traseira de cada caixa estava a seguinte mensagem: “Existem formas melhores para educar seus filhos. Assista Super Nanny”. O alcance da campanha criada pela Publicis foi de 216 mil pais, contando com a exposição dos “produtos” em 54 lojas durante 1 mês. Como resultado, o reality show teve aumento de 26% nos índices de audiência em relação à temporada anterior.

Uma ‘pista solar’ para alertar sobre o excesso de raios de sol

O verão como sabemos, já chegou ao fim, mas a incidência de…