Pizza Hut revela os perigos do uso do "pau de selfie"
Você tirou uma selfie ultimamente? Se a resposta for sim, então você é o público-alvo para o mais recente e bem humorado comercial da Pizza Hut. A marca decidiu alertar para os perigos do abuso do uso do pau de selfie – que se está tornando cada vez maior – tornando-se num dispositivo que pode acabar causando acidentes, se não for usado com moderção.

O objetivo final do vídeo – assinado pela agência Shareability – é mostrar que ‘paus de selfie’ fazem com que as fotografias alcancem mais pessoas, e mais pessoas obrigam a espaços maiores, espaços maiores dão para festas maiores! e se as festas são maiores ainda, então as pizzas têm de aumentar de tamanho! Aqui entra a “Big Flavor Dipper”, a nova pizza da marca.

Doug Terfehr, diretor de relações públicas da Pizza Hut, por sua vez, explica a conexão que também tentam conseguir com este vídeo, ao associar “pau de selfie” com “pizza”. A nova “Big Flavor Dipper” é tão grande que um braço normal – mesmo que esticado – não vai conseguir abranger na totalidade. “Se você quiser tirar uma foto dela, com você na mesma, você vai precisar de um maior pau de selfie”, diz Terfehr.

E o que torna tudo ainda mais divertido é que só bem perto do final do vídeo é que você percebe que é, de fato, um anúncio! Confira tudo no vídeo acima.

pizza-hut-selfies-1
pizza-hut-selfies-2
pizza-hut-selfies-3

Para mim, o que é realmente interessante aqui, é como a marca não se impõem ao conteúdo do filme, mas faz parte dele de forma perfeitamente integrada.

Como refere Tim Staples, CEO da Shareability, “a maioria das marcas dizem que querem criar conteúdo compartilhável, mas realmente o que eles querem é que um comercial tradicional se torne viral. Esse tipo de mentalidade é caminho para o fracasso. Marcas inteligentes percebem que precisam dar ao público conteúdo relevante e, em seguida, colocar sua marca de forma inteligente e sutil.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Malas diretas para: relatar violência doméstica e durabilidade de produto

Chocante. Essa é a palavra que posso descrever essa mala direta da Organização Chinesa contra a violência doméstica, desenvolvida pela DDB Shanghai. Mas não era uma simples carta. Antes de abrir a mala direta, já perceberbemos um filete de ‘sangue’ derramando. Ao continuarmos abrindo o envelope, notamos que ele forma uma imagem 3D de uma sala, onde um incidente de violência doméstica está ocorrendo ( um homem agarrando a mulher pelos cabelos, enquanto lhe bate com uma cadeira com tal força que a perna da mesma se parte). Essa cena foi pensada assim mesmo, para chocar as pessoas e incentivarem à denunciar essas violências covardes. E ainda se faz uma pergunta , que fica acima da ilustração: Cover it or uncover it? > Esconder ou não esconder isso? Em contrapartida, temos uma outra, focado no comercial. Para comunicar e demonstrar aos donos de restaurantes da Bélgica (público alvo desse mailling), a resistência dos papéis para cozinha Scottex, uma mala direta (como também o envelope) feitos com as folhas do próprio produto, foi enviada de Tóquio até o endereço deles. A intenção era mostrar que se as folhas passaram pelos correios quase intactas, isso prova a durabilidade das mesmas. A execução dessa ação foi de autoria da Duval Guillaume. Duas malas diretas criativas, que teríamos gosto de abrir e guardar. Esse deve ser o espírito de uma ação de mailling. De qual vocês gostaram? Nos acompanhe também pelo Twitter: http://www.twitter.com/comunicadores