Já faz algum tempo que a OMO vem utilizando o conceito “Porque se sujar faz bem”. O próprio posicionamento defendido no site da empresa mostra que a preocupação é com as crianças, de modo que se sujar faz parte do aprendizado, traduzindo isso basicamente em atividades que envolvam aventura, natureza, descobertas e criatividade.

A campanha criada pela Lowe, de Singapura, trouxe Jooheng Tan para construir algumas esculturas que pudessem ilustrar o futuro dos pequenos. O artista foi três vezes campeão mundial em esculturas de areia e se tornou uma boa escolha para tangibilizar o conceito proposto.

Físico, arqueólogo e astronauta. Embora essas tenham sido as “visões” de profissões que elas poderiam seguir, isso é o que menos importa. O mais legal, que é mostrado inclusive no vídeo, é a interação das crianças, como elas ficam animadas e se divertem em meio a toneladas de areia.

O resultado obtido foram três peças que amarram tudo o que a marca deseja passar de forma simples, rápida e lúdica. E mesmo que talvez não fosse o principal objetivo da campanha, acabou confirmando que realmente se sujar faz bem ou é, no mínimo, divertido.

6 comentários
Deixe uma resposta
Leia também

Criatividade na pele

A vaidade é considerada um dos sete pecados capitais, mas hoje é mais designada para estética, visual e aparência da própria pessoa, e nesses tempos de “marketing pessoal”, uma boa aparência é importante. Com isso trago duas ações bem criativas que tem esse tema e focam num assunto em que muitos adolescentes e adultos tem pavor: espinhas. A primeira ação é a da Euro RSCG, Duesseldorf para a Clearasil, marca de cuidados com a pele, e que tem foco no público jovem. Eles colaram um adesivo na capa de uma revista para adolescentes com a imagem de uma enorme espinha e os dizeres: “Get rid of it”, algo como ” Está pronto para se livrar dela” e quando a retiravam a marca era revelada, juntamente com o endereço do site. E como esse adesivo é alto-colante, eles podem retirar e colar nas suas próprias fotos gerando ainda mais buzz. (Mas acho que nem todo mundo queria uma espinha dessas no rosto :P ) Já uma outra ação, que achei ainda mais legal, criativa e SIMPLES, foi essa da Saatchi & Saatchi Beirut para outra marca de produtos para a pele, SebaMed, só que focando o público adulto. Usando a textura da parede, cartazes foram colados de uma maneira que as imagens tivessem o aspecto que as espinhas deixam na pele! Isso sim é que podemos chamar de uma ‘ação de oportunidade’, pois aproveitaram a ‘oportunidade’ da textura da parede para mostrar de forma bem objetiva o que acontece se não tivermos cuidados diários com a pele! Agora só tem espinha quem quiser!via. Nos acompanhe também pelo Twitter: http://www.twitter.com/comunicadores

Fundação MIRA mostra ligação única entre cão-guia e pessoa

Com a assinatura “Os cães guia são vitais para os cegos”, a…

Duracell Speaker | Power to the Music

Todos conhecem a linha de comunicação da Duracell, onde sempre evidenciam a durabilidade das pilhas. Mas esse impresso desenvolvido pela Ogilvy & Matter da Dinamarca, vai por um caminho diferente – o da simplicidade. Já disse várias vezes que o que mais me encanta são as sacadas simples. E para comunicar que as pilhas Duracell dão ‘mais poder à sua música’, posicionaram duas pilhas num modo que representassem uma caixa de som. Precisou dizer mais alguma coisa? Nos acompanhe também pelo Twitter: http://www.twitter.com/comunicadores

Um anúncio de revista leve para a chuteira mais leve

A chuteira Morelia Neo é a chuteira mais leve da Mizuno. Mas…