Recebi esse vídeo por email do amigo Fábio Freitas que supostamente pode ser um viral do novo filme de Ben Stiler, “Uma Noite no Museu 2” ( Night at the Museum 2: Battle of the Smithsonian ) que estréia aqui no Brasil dia 22 de Maio.

O vídeo registra o movimento de um estacionamento até o ponto que subtamente várias pessoas passam correndo e gritando devido a um ‘dinossauro’ que vem atrás delas.

O que acham?

6 comentários
  1. Uma ideia simples e legal, fora que o mais interessante é que no primeiro filme, o Ben consegue gerar visitas para o museu, justamente com uma ação viral involuntária.

  2. Acredito que não. Primeiramente pq o filme de uma batalha, o que não justificaria muito o uso de um dinossauro no viral. E também pq a qualidade do CG não é equiparável à qualidade do primeiro filme.

  3. HUMMM.. realmente parece. Apesar da qualidade do CG esta bem inferior ao do filme.. o Dino de esqueleto é o mesmo. Agora, ta bem +/- o video.. a queda do cara é totalmente mal feita e irreal. Deixa bem claro q é montada e programada.

  4. The execution is quite bad, isn’t it ? That’s sad, the first movie was nice, I hope the second will be in the same spirit.

  5. Acho que não!
    na trama do 1º filme o museo ganha vida apenas a noite
    e o que não está de volta até o amanhecer vira pó…
    a menos que seja diferente no 2º esse viral fica um pouco fora de contexto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Snoop Dogg lança livro que pode ser fumado

O rapper americano Snoop Dogg lançou um livro contendo diversas letras de suas músicas. Até aí nenhuma novidade, se não fosse o fato das folhas serem feitas de material apropriado para o fumo. A justificativa do “Rolling Words” é promover a recente linha de papel de seda assinada pelo cantor. Lembrando o visual de uma caixa de fósforos, a lateral do livro pode ser usada efetivamente para acender os cigarros feitos pelos leitores. As páginas possuem furos para facilitar que sejam arrancadas, além disso, a tinta utilizada é não tóxica. As referências à maconha são extremamente evidentes, indo desde o desenho da capa, até o material utilizado para confecção. O livro é feito de cânhamo, nome dando à planta Cannabis e suas respectivas fibras. Criado pela agência Pereira & O’Dell, o “Rolling Words” será apresentado durante o festival Coachella, um dos mais conhecidos eventos de música e arte do mundo. Estamos promovendo uma ação criativa, diferenciada e polêmica, quanto à utilização ou não, cabe exclusivamente a cada um. ;)