Propriedade páginas do Facebook

Você sabia que quando entra no Facebook, está automaticamente concordando com os termos e regras da rede social, certo? Você sabia, também, que ao criar uma página na ferramenta, também concorda automaticamente com os “Termos de páginas do Facebook”, certo?

Se não sabia, principalmente no segundo caso, é bom correr para ler esses termos. A razão é simples: desde sempre o Facebook tem autorização para deletar sua página (sem aviso prévio) caso você descumpra algum desses termos, mas é nas últimas semanas que eles, de fato, estão tomando essa medida drástica.

Em práticas que você julga comum, como um publieditorial, um concurso, ou um simples pedido de likes ou share, você pode estar descumprindo as regras e colocando sua página em risco. Então é recomendável que você leia, leia de novo e leia mais uma vez os termos, para não ter que lidar com um decepcionante aviso de “página não encontrada” amanhã ou depois.

Mas, mais do que o perigo de perder sua página, esse momento traz uma discussão maior à tona: é hora de prestar atenção em quem, realmente, manda aqui.

O Facebook é visto pelas marcas e pelos geradores de conteúdo como uma oportunidade incrível, há quem ache tratar-se de um novo momento da web. Afinal, posso ter minha fanpage, criar meu conteúdo, divulgar minha produção, discutir com leitores… tudo isso sem sair da rede social. Para que ter um blog ou um portal, se o Facebook oferece tudo isso?

Claro que há muitas portas abertas pelo site do Mark, mas há pontos há serem discutidos. O que muitos não percebem é que nada daquilo, de fato, pertence a você.

Poxa, que legal, sua fanpage tem um milhão de likes – mas você já percebeu que ela não é sua?

Poxa, você tem cem mil subscribers, mas repare que seu perfil também não é seu.

O grande engano é acharmos que o Facebook é uma plataforma e que nós somos os publishers, enquanto, na verdade, o Facebook é o grande publisher de tudo que é divulgado ali e nós somos meros colaboradores. O conteúdo ainda é seu, mas eles podem usar como bem entenderem.

E nada mais decepcionante que não ter liberdade sobre sua produção. Depois de trabalhar, produzir e juntar seus milhares de leitores na sua página, você tem que seguir regras (super restritas, diga-se de passagem) para não perder tudo de um dia para o outro: não pode monetizar seu conteúdo, tem restrições para direcioná-los para seu site, não pode fazer concursos para viralizar sua página…

Sabe aquela preguiça que todo mundo tem de ler as letras miúdas? Agora é hora de deixar de tê-la. É inegável o valor do Facebook para a comunicação e interação com leitores, clientes ou usuários – mas é sempre bom deixar o deslumbre de lado por um tempo e, pensando racionalmente, planejar o melhor uso a ser feito da ferramenta. Afinal, grandes decepções, muitas vezes, são fruto de mau planejamento.

26 comentários
  1. E Pelo jeito nem você leu os termos, se você entra num bar, o dono não pode simplesmente te desrespeitar, desrespeitar quem está com você ou simplesmente te expulsar do bar sem aviso prévio porque você por exemplo, está fumando e nesse bar em questão é restrito o fumo, ele vai pedir gentilmente para que você apague o cigarro e tudo volta ao normal, abs.

  2. Esta questão de "ler as letras miúdas" sempre foi um problema e sempre será. Não é só em relação ao Facebook, mas em todos os sites com algum tipo de cadastro.

    Desde domingo minha timeline esta lotada de mensagens do tipo "você assistiu o Fantástico ontem?…". As pessoas acham que uma simples configuração resolverá o problema delas.

    Eu particularmente não vejo problema nenhum com os termos do Facebook. Eles estão lá, se você não concorda apenas pare de usar a rede social. Os termos de uso é a forma que eles tem de se proteger. Veja o Google, por exemplo. Está sempre sendo processado por conteúdo postado por usuários. O Facebook está tentando evitar este tipo de problema, se o conteúdo do usuário está em desacordo com os termos, apaga o conteúdo. Não vejo problema nenhum nisso. Basta o usuário ter consciência em seguir as regras.

  3. o caso é que sempre tem alguém querendo lucrar na rede de alguma forma, e essa pelo visto não é a finalidade original do facebook. Nas regras isso fica bem claro…

  4. Aviso aos navegantes! Você tem uma fanpage ou perfil da sua empresa no Facebook ? Então cuidado, ela não é sua e pode ser deletada a qualquer instante.Leia a matéria…

  5. O facebook é uma ferramenta que me assusta as vezes, algo como o " Grande Irmão" de George Orwell, e o que mais assusta é notar que na maioria das vezes não temos a real noção do alcance das "teletelas".

  6. Outro aspecto a ser lembrado é a gestão de um grupo. Apesar de sermos criadores, não temos as ferramentas para administrá-lo, como, por exemplo, visualizar os responsáveis por eventuais exclusões.

  7. Outro aspecto a ser lembrado é a gestão de um grupo. Apesar de sermos criadores, não temos as ferramentas para administrá-lo, como, por exemplo, visualizar os responsáveis por eventuais exclusões.

  8. Mas isso é meio óbvio. Você criando sua pagina tem que estar ciente com os acordos do facebook ele tendo controle dela ou não. Se não gosta dos seguimentos não crie. Faça um blog, mas não estará escapando de nada pois se você cria um blog no BlogSpot eles também tem direitos em cima de seu blog. Se você cria uma comunidade no Orkut, eles também podem deleta-la quando você fugir do acordo que deveria ter lido.

  9. Acredito que o Ricardo quis dizer que os termos prevêm a retirada do conteúdo infrator específico, suspensões e outras medidas antes da remoção da página. O rigor não é tão absurdo assim. Aí que entra a analogia, muito clara por sinal. O Mark quer e precisa de você no Facebook, assim como o dono do bar precisa de você no bar. E por isso, se você descumprir as regras ele vai te dar algumas chances antes, antes de te jogar na calçada.

  10. …é, pelo jeito nem todo mundo aqui entendeu o GRANDE FAVOR que o Gustavo está nos prestando, e pelo conteúdo dos comentários, nota-se que pouquíssimos têm realmente ideia do que seria ter uma fanpage deletada. O que que, de acordo com seus "Termos de Uso" poderia deletar uma página, por exemplo, pelo usuário ter criado um link de sua fanpage em algum site usando a logo do face, como todo mundo faz. Ou ter sua página deletada pelo simples fato de ter marcado alguém sem uma autorização prévia… De qualquer forma, muito obrigado Gustavo.

  11. Exatamente. A finalidade do Facebook é que eles lucrem, não os usuários. Se o usuário desrespeita às regras merece mesmo ter o perfil/página apagado, não tem que reclamar. Não está feliz? Exclua a conta. Simples.

  12. Acho que o Ricardo foi fumar no bar e não podia husauhsahu

  13. eles deviam apagar os comentários que são vírus, os spam.. Isso sim!

  14. simplismente que quando vc tem um blog ou portal ele é seu. No fb nao. Agora a faca de dois gumes. Porque eu anunciaria minha fp no fb se ele podem deletar minha fp?Dinheiro nao é capim se o negocio gera insegurança entao pq eu investiria nele?

  15. ele criou nao é dono. E uma empresa com capital aberto com varios donos ele apenas administra. E como empresa deve seguir regras e so pra contar o dominio .com nao tem dono ele é uma Concessão pública assim como todos os dominios. O dono de fato de tudo é o governo americano mas ele nao faz autoritarismo pq ate ele segue regras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Cantando na Chuva e o alvorecer do cinema falado

Que a figura de Charlie Chaplin é o ícone máximo do cinema,…

Seu anúncio foi reprovado. E a sua criatividade, também?

Em dezembro, o Facebook anunciou uma nova regra: anúncios com imagens poderão…

As 3 novas medidas do Facebook para combater o spam

“Emagreça com a fórmula natural que eles não querem que você conheça!”……