Prestes a completar 8 anos do incidente do 11 de Setembro, a DDB Brasil criou uma peça intrigante e impactante para a WWF Brasil que liga esse fato com os problemas ambientais, afirmando que:  ” O Tsunami matou 100 vezes mais pessoas do que o 11 de Setembro de 2001. O planeta é extremamente poderoso. Respeite-o. Preserve-o.”

Update 03.09.09:
Agora o vídeo da campanha está no ar, causando ainda mais polêmica devido ao choque de realismo. Confira:

10 comentários
  1. é o anúncio que nos faz soltar um poderoso: PQP!

    =] excelente!

  2. Só pra vocês verem como existem fantasmas por toda a parte:

    Noticia do Blue Bus – 01/09/09

    WWF repudia anuncio que refere o 11/9 e teria sido criado pela DM9
    21:00 ‘O Tsunami matou 100 vezes mais pessoas que o 11/9. O planeta é brutalmente poderoso. Respeite. Preserve’, diz um anuncio que leva o logo do WWF e exibe o sul da ilha de Manhattan cercado por vários avioes abaixo. A ONG, no entanto, repudiou a peça e diz que nao autorizou o conceito – o anuncio foi criado pela DM9, segundo o Ad Age, que cita o Advertolog. Em um comunicado divulgado ontem, o WWF “condena veementemente este anúncio ofensivo e de mau gosto” e diz que nao autorizou nem a produçao nem a publicaçao. A peça apareceu em vários sites, diz a ONG. Detalha que teria sido criada “por uma agência interessada em nossa conta no Brasil”. O Ad Age vai fundo na crítica à criaçao do anuncio e diz, entre outras coisas, que os autores do trabalho sofrem nao apenas de falta de sensibilidade, mas também sao “cientificamente ignorantes”. Explica – “Tsunamis, afinal, nao têm nada a ver com preservaçao e conservaçao. Eles sao tradicionalmente causados por terremotos ou outras forças geológicas, as quais, da ultima vez que pesquisamos nao sao fenômenos afetados pela extinçao de animais, desmatamento ou aquecimento global”. Blue Bua nao conseguiu ouvir até agora nenhum porta voz da DM9 q manifestasse a posiçao da agencia sobre o assunto.

  3. Mau gosto!! Esses criativos na eterna busca pelos leões dourados… Acabam enfiando o rabo entre as pernas e fazendo aberrações como essa!

  4. Bárbaro!!!!!!! Muito bom!! Uma obra DE ARTE!!
    A verdade é que pessoas em todo o mundo podem morrer, mas não “A América”, os únicos habitantes desde continente, não é?
    Os EUA nada podem fazer pelo planeta, o Tratado de Quioto não é relevante. Os americanos bancaram muitas guerras em todo mundo, destruíram muitas construções, são responsáveis por muitas e muitas mortes, mas só devemos sofrer e chorar pelas mortes de 11 de setembro.
    A muito tempo eles se tornaram a cruz do mundo e felizmente somente duas torres foram atingidas em seu país. Quando países gostariam que suas histórias de tragédias e sofrimento fosse como esta? Não quero ser cruel, mas reslista. Será que vamos ter que esperar a natureza matar cem mil americano para eles tomarem uma posição favorável ao Tratado de Quioto?
    Achei o anúncio muito reflexivo. “Americanos hipócratas parem de viver no seu mundinho idealizado e vejam, olhem, observem…Vocês estão no mesmo planeta que os seres humanos que vocês desprezam e as consequências de seus atos não vão por muito tempo atingir somente os outros países, as outras famílias.”
    E quando isso acontecer ainda vai ter brasileiro flagilizado???
    Ahhh, me polpe!!!!

  5. Eu havia visto o anúncio antes de saber da polêmica. E achei um lixo.

    Porque está errado (só a WWF sabia que tsunami não tem nada a ver com preservação do planeta?), porque não comunica nada (a analogia com 11/09 pra falar de tsunami pra remeter à necessidade de preservação, ainda que certa, seria muito distante) e porque desempenha papel nenhum (preserve o planeta? ah, tá: como?). Pelo visto quem criou nem tentou entender o que a WWF faz e como faz.

    Não bastasse tudo isso, o anúncio é apelativo, usando do mau gosto para criar impacto. Pior: sobre um tema que é sensível para muitas pessoas, sejam americanas ou não. E não estamos falando de ser politicamente corretos: o objetivo deveria ser o de engajar pessoas, não de repudiá-las. Usando-se o 11/09 de forma gratuita e grotesca, isso não será possível.

    É o típico anúncio pensado em premiação. Tanto que nem quiseram saber se o cliente havia aprovado ou não pra inscrever.

    Como desgraça pouca é bobagem, inscrevem o fantasma numa premiação com o longo do cliente mas sem o aval. Transformaram o fantasma em assombração.
    Mas tudo bem, é só jogar a culpa é nos “jovens profissionais”, como se eles pudessem inscrever a peça sem algum “responsável” da agência ficar sabendo.

    Mas o que surpreendeu mesmo, no final das contas, foi a qualidade dos comentários postados por alguns “comunicadores”. Além da ignorância sobre a língua pátria, demonstram total desconhecimento da ética profissional e do papel da propaganda.
    Não admira a profissão ser tão desvalorizada.

  6. Muito interessante mesmo,mexeu com bom senso moral e abriu espaço para pensantes de todos os níveis.Tais como: mais idiotas e menos idiotas. Nada de novo,ainda assim, orgulho Americano só impressiona os menos alfabetizados e improdutivos em todos os sentidos. Entretanto, os impactos que ocorrem no planeta nos apróxima do ceú ou do inferno, é só uma questão de patriotismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Santa Casa de São Paulo | Doação de Orgãos

Com o propósito de conscientizar a população sobre a importância de doar órgãos, a Santa Casa de São Paulo colocará no ar, a partir desta semana, um belíssimo filme criado pela Y&R. Confira o filme: O Serviço de Captação de Órgãos e Tecidos da instituição depende da ajuda de voluntários para reduzir a fila de espera por transplantes no Brasil, atualmente com mais de 60 mil pessoas. Achei muito bacana o filme e com certeza a trilha sonora arrasou. Vale a pena assistir! Emocionante mesmo. Nos acompanhe também pelo Twitter:http://www.twitter.com/comunicadores

Economize no Dia Mundial da Água: tome um banho de mentirinha

Hoje é o dia dela, aquela que compõe 80% do SEU corpo…

Abram alas, Sua Majestade o pedestre vai passar

Infelizmente muitos motoristas brasileiros não respeitam as leis de trânsito, e ás…