Ação transforma vagas comuns em vagas de deficiente
Para alertar e principalmente conscientizar as pessoas sobre os riscos de beber e dirigir (que já deveria ser algo que todos já soubessem), um bar em Fortaleza fez uma ação simples, mas eficiente.

No estacionamento, lonas com o tradicional símbolo de vaga de deficiente foram colocados juntos aos carros estacionados.

Ao deixar o bar, os frequentadores eram impactados pela mensagem: “Se você bebeu e vai dirigir, esta vaga pode ser sua.”

beber-deficiente-2A criação é da Delantero Comunicação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Um relógio de parede que alerta sobre a violência contra a mulher

Para alertar sobre abusos contra a mulher, a DM9 das Filipinas, desenvolveu…

Reconciliação sempre é bem vinda

Cartão de visita de um conselheiro para reconciliação de casamentos! Excelente! O cartão tem uma fita adesiva colando as duas partes do mesmo, fazendo alusão do casa separado que o dono do cartão faz eles se reconciliarem! Advertising Agency: Santosh Dhome Design, Mumbai, IndiaArt Director/Art Director: Santosh Dhome

Project Green Apple | iPad é derretido com maçarico

Um dos produtos tecnológicos mais cobiçados hoje, sem dúvida alguma é o iPad. Por isso as cenas a seguir podem fazer muitas pessoas terem um ataque do coração. É que um grupo chamado “Project Green Apple” criou um vídeo de protesto onde mostra um iPad sendo derretido por quatro maçaricos, alegando que a Apple reutiliza componentes inutilizados no processo de reciclagem. Dá uma dor no coração…

Publicidade dentro de casa

Eu estava lendo o AdFreak quando um post me chamou a atenção. Existem publicidades indoor, outdoor, na TV, no rádio, na internet e em tudo quando é lugar, mas você já imaginou ter publicidade dentro da sua própria casa? Pois é, e tem gente achando que isso pode ser uma ótima forma de anunciar uma marca e gerar renda para os moradores de casa. David Gianatasio, o colunista do AdFreak, imagina se isso não seria uma boa solução em tempos de crise. Os anúncios ficariam nas paredes e tetos e as mensagens seriam adaptadas de acordo com o nível de rendimento e tamanho das famílias. David viaja uma pouco mais nessa idéia, propondo diversas formas de fazer essa publicidade ‘in home’ funcionar, mas lendo sobre tudo isso cheguei ao seguinte questionamento: Você aceitaria ser pago ou ter algum benefício para ter publicidade dentro de casa? Nos acompanhe também pelo Twitter: http://www.twitter.com/comunicadores