Arno Turbo Silêncio | Vento na máxima potência
Para divulgar toda potência que o ventilador Turbo Silêncio da Arno possui, a agência Publicis criou essa ação onde colocou um ventilador funcionando na entrada de uma loja.

Na frente dela, na rua, um carro estava virado de lado (capotado) reforçando a principal característica do produto: seu grande poder de ventilação.

Confira o vídeo da ação:

Mais um ótimo exemplo do uso do exagero em publicidade, que ficou interessante e chamou a atenção. Gostaram?

45 comentários
  1. Quanta criatividade! Gostei e acredito que nesse caso assim como em muito o exagero é sempre bem vindo!

  2. Fiquei com a mesma dúvida do David, acho que a classe C pode não ter entendido, quem sabe um texto aplicdo no fundo do carro fazendo referência ao produto poderia eliminar esse problema.

  3. Quem emprestou o carro, correndo o risco de ficar com a lateral toda amassada???? hehehe

  4. Quem emprestou o carro, correndo o risco de estragar toda a lateral, heim?? hehehe

  5. acho que a ideia foi ótima, porém com alguns problemas na comunicação da mensagem. Interferências da entrada da loja, com outros eletrodomésticos com cores similares e neutras, não conseguiram destacar o ventilador na entrada. Só quem passa na frente e sente o vento, depois lê e olha o carro começa a entender. Se o ventilador recebesse um destaque mais elaborado, acho que a mensagem seria facilmente entendida de vários ângulos. Outra situação seria se o carro, oventilador e o seu display, estivessem em outro local, com menos interferências.

    Lucas Guima
    designer.gráfico

  6. uma outra solução simples seria prender algumas fitas no ventilador, pra quem estivese de longe pudesse entender que este estaria ligado, em seguida vendo o carro virado. ajudaria a compreensão da mensagem.

  7. eu vi essa propaganda no dia que estavam montando, foi muito inteligente, no começo não entendi o porque daquele carro virado, mais depois eu vi o ventilador, fico tudo mais claro.

  8. Muito interessante e com um bom apelo ao consumidor. Apesar que uma comunicação apelativa e muito arriscada, pois desta forma vimos que não foi possível tirar uma "licensa" para posicionar o veículo desta maneira em via pública e sem sinalização, isto gerando um risco de segurança e também um perigo, pois caso alguma coisa acontecesse, infelizmente a negatividade iria contrastar gravemente para Arno. E também por pouco material de display com apenas um slogan clichê e com cores que não atuam dentro do segmento (verão = cores quentes), mas em suma esta campanha poderia ter maiores repercussões caso a assessoria de imprensa tivesse um trabalho mais dedicado nesta ação. Mas achei show de bola.

  9. Massa….. quando eu crescer (E olha que eu ainda sou uma criança) quero ser igual ao publicitário que criou essa ação…… !!

  10. a questão é: será que o custo-benefício valeu? um ventilador desses custa no máximo R$150,00. quantos eles precisariam vender pra bancar um só pdv?

  11. Algumas pessoas se perguntam nos comentários se a população entendeu a mensagem, mas foi justamente o fato do carro virado a mola propulsora para chamar atenção, então os transeuntes que por ventura se dirigiram ao carro pode entender, a sacada foi inteligente, pois chamou atenção para o carro e aos que foram analisar o carro perceberam que a ação se tratava do ventilador…..!!

  12. Muito bom, quando a pessoa ama o que faz, cria maravilhasss….

  13. Não seria um exagero de publicidade? Será que todas as pessoas entenderam o motivo do carro capotado? Qual seria o público alvo que a campanha gostaria de atingir?

  14. Ótima! Além de propaganda inteligente, precisamos de mais ousadia nas propagandas brasileiras.

  15. Lamento que os aparelhos de ventiladores de teto da Arno causam tantos desprazeres pela sua qualidade baixa e se tornam impossíveis para lojas que se preocupam com o pós venda como a minha, pois vendem e depois encaminham para assistência técnica e o cliente que se vire com a “dor de cabeça”, pois minha loja por prestar assistência direta para nossos clientes arca com estes desconfortos e portanto se torna inviável trabalhar com esse tipo de aparelho! /assinado: Daniel M.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Como vender nas redes sociais: Facebook e Instagram

Vender na Internet tornou-se uma prática muito comum hoje em dia. Você…