E se a Apple Records tivesse sido comprada pela Apple Computers?

Quem é fã dos Fab Four, sabe que tem que ter existido um probleminha de homônimos com as marcas registradas dos rapazes de Liverpool e a maçã de Jobs.

Pode até parecer uma idéia estranha, mas as duas empresas já foram envolvidas em um passado não longínquo.

10 anos após terem fundado a Apple Records em 1978, a holding dos Beatles (Apple Corps) entrou com um processo contra a companhia Apple Computers do nosso bom e velho Steve, por violação de marca registrada.

No final das contas, a situação foi resolvida fora dos tribunais, acordado pela mísera quantia de $80.000. O que poucos sabem, é que tinha uma pequena cláusula, que colocava como única condição, o fato que a companhia de Palo Alto não poderia – nunca – entrar no business da música. Tarde demais.

Pouco tempo depois, essa cláusula teria sido quebrada, e aí entra a revolução que conhecemos bem, com a criação do iTunes.

A arte que vocês vêem abaixo, são os históricos vinis que conhecemos – e adoramos – bem, imaginados se tivessem tido o design “da outra maçã” pela galera do Superfi.

O que acharam?

beatles_apple

beatles_apple_3beatles_apple_4 beatles_apple_5

beatles_apple_2

1 comentário
  1. Não é Apple Computers, é Apple Computer, no singular.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Mastercard apresenta sua nova marca e identidade visual

A Mastercard, uma das marcas mais reconhecidas do mundo, revelou a evolução…

Embalagem de batata chips que vira uma tigela

Criado pelo designer Dohyuk Kwon, a Bloom Chips é um conceito de…