Conheça 22 regras da Pixar para criar uma história cativante

Contar histórias é um desafio. Criar um bom argumento é fácil, difícil é fazer o desenvolvimento dele, e transformá-lo em algo interessante. Atualmente, quem melhor que a Pixar Animation Studios sabe fazer isso? Na minha opinião (e se você tiver uma diferente sinta-se a vontade para dizer nos comentários), niguém.

E esse post contém 22 regras para criar uma história como a Pixar cria. Elas foram tuitadas por Emma Coats, que faz parte da equipe de John Lasseter, e ajuda a criar algumas das histórias mais cativantes do cinema atual. Veja só:

1. Um personagem deve se tornar admirável pela sua tentativa, mais do que pelo seu sucesso.

2. É preciso manter em mente o que te cativa como se você fosse parte da público, e não pensar no que é divertido de fazer como escritor. As duas coisas podem ser bem diferentes.

3. A definição de um tema é importante, mas você só vai descobrir sobre o que realmente é a sua história, quando chegar ao fim dela. Então reescreva.

4. Era uma vez um/uma________. Todo dia,__________. Um dia, então__________. Por causa disso, __________. Por causa disso__________. Até que finalmente_______.

5. Simplifique. Tenha foco. Combine personagens. Não desvie do principal. Você sentirá como se estivesse perdendo material valioso, mas ficará mais livre.

6. No que os seus personagens são bons e o que os deixa confortáveis? Coloque-os no lado oposto a isso. Desafie-os. Como eles lidarão com essas situações?

7. Crie o final antes de saber como será o meio. Sério. Finais são difíceis, então adiante o seu trabalho.

8. Termine a sua história e deixe-a, mesmo que não seja perfeita. Siga em frente. Faça melhor da próxima vez.

9. Quando você tiver um “branco”, faça uma lista do que não irá acontecer no andamento da história. Muitas vezes, é assim que surge a idéia de como continuar ela.

10. Separe as histórias que você gosta. O que você vê de bom nelas é parte de você. É preciso identificar essas características, antes de usá-las.

11. Colocar no papel permite que você comece a consertar as falhas. Se deixar na sua cabeça até aparecer a idéia perfeita, você nunca compartilhará com ninguém.

12. Ignore a primeira coisa que vier a sua cabeça. E a segunda, terceira, quarta, quinta – Tire o óbvio do caminho. Surpreenda a si mesmo.

13. Dê opiniões aos seus personagens. Passivo/maleável pode parecer bom enquanto você escreve, mas é um veneno para o público.

14. Por que você precisa contar essa história? Qual é o combustível que queima dentro ddela, e do qual ela se alimenta? Esse é o coração da história.

15. Se você fosse o seu personagem, e estivesse na mesma situação, como você se sentiria? Honestidade dá credibilidade para situações inacreditáveis.

16. O que está em jogo? Nos dê uma razão para nos importarmos com o personagem. O que irá acontecer se ele fracassar? Coloque as probabilidades contra o sucesso.

17. Nenhum material é inútil. Se não está funcionando, largue de mão e siga em frente. Ele pode ser útil mais tarde.

18. Você deve saber a diferença entre dar o seu melhor e ser espalhafatoso. Histórias são para testar, não para refinar.

19. Coincidências que coloquem os personagens em problemas são ótimas; as que os colocam fora deles, são trapaça.

20. Exercício: Divida em pedaços um filme que você não gosta, e o reconstrua de forma que ele se torne um bom filme, na sua opinião.

21. Você deve se identificar com as situações e reações dos seus personagens, e não escrevê-las de qualquer forma. Você agiria da mesma maneira que eles?

22. O que é essencial na sua história? Qual a forma mais curta de contá-la? Se você souber a resposta, pode começar a construí-la a partir daí.

Você adicionaria alguma regra para contar uma história?

Fonte: The Pixar Touch

86 comentários
  1. Eu só posso falar uma coisa.
    Eu amo a PIXAR.
    Eles são ótimos, podemos entender essa qualidade refletida nessas regras.
    Parabéns a esta postagem e um Salve para a PIXAR.

  2. Muito obrigado!

    Eu também sou louco pela Pixar! =D Eles são os melhores contadores de histórias!

  3. Tive o privilégio de conhecer a Pixar por dentro, ano passado, durante uma viagem para San Francisco, ao ladinho de Emeryville, onde fica a sede da fantástica fábrica de sonhos…e posso dizer com todas as palavras: ELES SÃO SENSACIONAIS! A liberdade que oferecem aos profissionais, para darem vazão as suas ideias, não existe em nenhum outro lugar…eles acreditam e investem em pessoas…por isso que são o que são…parabéns pelo post, grande aula de roteiro! ; ) abs

  4. Obrigado, Marcelo! Acho que esse foi o post que mais gostei de fazer.

    Tu teve uma ótima oportunidade? Como tu conseguiu? Foi por conta própria, ou era parte de algum curso?

    Abraços

  5. Esse é meu garoto…. meu grande professor Ticiano Paludo repete a exaustão, que não falta conteúdo para nos comunicarmos, falta narrativa (histórias bem construídas que levam a audiência a chegar as conclusões que gostaríamos)… Penso que as pessoas deveriam usar mais a mistura de sedução e honestidade na hora de se relacionarem… e na hora de escreverem, sejam textos, roteiros, anuncios, cartões postais…

  6. Analisando friamente todos os filmes Pixar até hoje, somente 2 se encaixam na categoria "BOM" (Carros) ou "REGULAR" (Carros 2). Já analisando com o coração, TODOS são excelentes. Sou suspeito pra falar, afinal chorei nas 2x que assisti "UP" no cinema.. e "Wall-E" está na minha lista de melhores Sci-Fi's de todos os tempos.

  7. se for falar sobre cada um dos filmes, dá outro post! discorra sobre Didi Kelles, falei do que acho relevante! ahuuhahuauhauhahuuh

  8. Comecei literalmente a consumir a PIXAR em razão dos meus dois filhos e neste verão me deparei com boa parte da historia da empresa na biografia do Steve Jobs. Quem não leu, vale a pena (nem que seja só esse capitulo)! Se dedicar a fazer coisas maravilhosas dá muito mais trabalho que se dedicar a fazer coisas medíocres, mas qual o proposito da segunda opção? Adorei o post e o comentário do Tiago Poletto.

  9. Bom trabalho! Mas revise seus textos, cara. Numa leitura rápida encontrei diversos errinhos de digitação.

  10. Parabéns pela postagem! Esse material nutre muito mais do que a nossa curiosidade, é realmente uma ferramenta para incrementar os nossos estudos. Ficarei muito feliz de ver outros posts sobre animação por aqui tbm. Parabéns! :)

  11. Obrigadão! Estou pensando em novos posts sobre roteiros =)

  12. Obrigado pela dica, Thiago. O pior é que eu revisei, mas confesso que o sono atrapalha na hora de fazer isso. Procurarei melhorar! =)

  13. É verdade, Adriana! O ideal é dedicação para criar uma peça, um trabalho, uma história boa! Dá mais trabalho, mas vale a pena.

    Também gostei do comentário do Poletto. Estudei com o cara, que sempre foi a criatura mais inteligente da escola. Sempre viu coisas que ninguém via!

  14. Obrigadão, Marcelo. Eu lembro de assistir Toy Story no cinema (a última vez que eu fui num cinema de rua). E lembro de como fiquei pasmo… Logo no começo do filme (antes de aparecer o Andy), eu disse para o meu primo mais novo (que estava junto): "Mas não era tudo feito em 3D? Por que eles estão usando uns bonecos filmados?"

  15. Obrigadão! Eu também gosto de escrever poemas, é muito divertido brincar com o ritmo da leitura!

  16. Genial!
    Mas faltou a lei do equilíbrio de Walt Disney, praticada por John Lasseter e por Chaves: "Para cada gargalhada, deve haver uma lágrima”

  17. Bem interessante mesmo! Quando você pensa MESMO com a cabeça e as características dos personagens na hora de criar os fatos é mais fácil, e mais prazeroso também.

  18. Dei uma lida a respeito, nao vi nenhuma receita de bolo, talves o nome do topico seje errado como "regras". Pelo o que eu li e vi sao conceitos beeeeeeeeeem abstratos muito bons para uma boa orientação de criar uma estoria, isso é valido para qualquer coisa podendo se aplicar ate para um concept de um personagem, um bom concept é aquele que com um desenho mostre todos essses conceitos que eles descreveram, como teste podem ver e peguem um design de um personagem da propria pixar, com uma unica imagem eles contam quase todo o filme.

  19. a história de Carros 2 não é cativante, alguem deve ter sido demitido

  20. Obrigadão! Fico feliz que seja útil! Estou aprendendo muito sobre contar histórias, e vou continuar compartilhando o que aprender. Quando publicar o seu projeto, nos mostre! =)

  21. Obrigadão. Gosto das duas, e prefiro a Pixar, mas devo confessar que fiquei apaixonado por "Como Treinar seu Dragão", e estou esperando ansiosamente pelo segundo filme. =)

  22. Com Toy Story 3, essa regra foi levada muito a sério! Hehehehe.

  23. Lembro que eu achava bobagem quando um escritor dizia que "os personagens têm vida própria". Passei a escrever histórias, e notei que é verdade. As vezes tu imaginava que aconteceria uma coisa, mas depois de tudo que tu já escreveu, que desenvolveu da personalidade dele, tu sabe que o personagem simplesmente não faria aquilo… E a história toma outro rumo!

  24. Apesar de ser regras da Pixar para criar seus filmes, isso é bom para criar um livro, e acabo de pegar algumas dicas para adicionar no roteiro da história. E como o título diz: "…Regras da Pixar para criar uma história cativante", histórias que vão de livros até jogos de PC. Boa matéria.

  25. Cara, esse final de semana eu estava listando os roteiristas da Pixar, e um amigo meu disse que o Ben Queen (que escreveu Carros 2), não está alocado em nenhum projeto. hahaha.

    Não sei se ele foi demitido, mas conferi no IMDB e é verdade. Mas não acredito que ele tenha ido pra rua, já que a plot é do Lasseter (que é o diretor de animação da Disney Pixar). =)

  26. Muito obrigado! Quando lançar o teu livro, nos conte! =)

  27. Victor Carvalho Parabéns pelo projeto. Adoro histórias que começam a ser escritas com um mapa. Anos de RPG. Hehehe.

  28. Minha história é um tanto complexa – honestamente -, então precisei usar um mapa até mesmo para eu poder me locomover de um lugar para o outro. Por ora estou no quarto capítulo – sem contar o Prólogo de dez páginas – e pretendo terminar o livro um até 2016-7.

  29. Gosto de criar história, mas como eu faço para ser conhecida publicamente

  30. Lucas Pereira Da Rosa Gosto de criar história, mas como eu faço para ser conhecida publicamente

  31. meu nome e julia amo fazer historias alem que sao muito criativas tenho 10 anos bom e legal escrever

  32. ola, e muito obrigado por estas dicas, estou escrevendo um filme de açao e ficçao, me ajudou bastante, e fiquem espertos para qualquer filme novo por ai!

  33. primeiro lugar:regras inutes crie sua própria regra e siga em frente,não ajeite,não faça da história algo como o herói leva um tiro e sai livre faça tipo ele leva uma facada e cria forças faça algo encantador como ele não deve ser revelado tipo sendo o vilão faça um personagem que aparente ser o herói mas na verdade é um cara que estava sempre se escondendo ou um personagem secundario no começo e que se revela
    aff não sabem nem fazer nada e ficam reclamando eu sei fazer uma história muito melhor que a de vcs ta seus ladrões de calça amarelada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Sicário: Terra de Ninguém me lembrou de Kubrick

A primeira coisa que você deve saber sobre o longa Sicário: Terra…

Animais Fantásticos e Onde Habitam ganha trailer

Animais Fantásticos e Onde Habitam, certamente é um dos filmes mais esperados…